Ainda sem saber se vai atuar no domingo, artilheiro Alemão quer jogar e afirma que, com espírito de equipe e muita garra, Ponte pode – na sequência – surpreender o Santos na Vila

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/VictorHafner

O jogo pelas quartas de final do Campeonato Paulista contra o Santos é só na próxima quarta-feira (26), mas já é assunto em destaque, mesmo a Ponte Preta tendo um compromisso diante do Mogi Mirim neste domingo (23), em Campinas. Mas o atacante Alemão, que não atuou diante do Palmeiras pois se recuperava de contusão, salienta que o confronto deste final de semana também tem sua importância.

“Meu desejo é jogar tanto contra o Mogi quanto contra o Santos, mas fica a critério do professor Vadão. Fiquei de fora contra o Palmeiras e seria importante entrar neste domingo até pra não perder o ritmo de jogo e, quem sabe? Também ajudar a equipe com mais gols, já que estou brigando pela artilharia. Eu quero jogar sempre”, afirma o jogador, que mostra muita confiança quando o assunto muda para a partida diante do Santos, na próxima fase da competição.

“Eu acho que nenhuma equipe do mundo é imbatível. Basta acreditarmos no nosso trabalho, entrarmos confiantes e atentos, fazer o que o professor Vadão nos passar e jogar o nosso futebol. Este ano jogamos contra times grandes e ganhamos de Corinthians, São Paulo e contra o Palmeiras não ganhamos por detalhes. É ir do mesmo jeito lá para a Vila Belmiro. É um jogo só e vamos dar o nosso melhor para sair vitoriosos e com a classificação nas mãos”, diz o jogador.

Artilheiro da Ponte em 2014, com seis gols na competição, o jogador diz que é importante o grupo buscar exemplos positivos no passado recente da Macaca, como ter eliminado o São Paulo pela Copa Sul Americana, o que muitos não acreditavam que fosse possível.

“Temos que ter esse espírito pontepretano de muita raça, garra, entrar na Vila e mostrar nosso futebol. Vimos o ano passado quando a Ponte encarou o São Paulo e muitos diziam que a Ponte iria sair da competição. Saiu nada. Foi lá, jogou, teve garra, espírito de equipe e ganhou do São Paulo lá no Morumbi, que é muito difícil. Temos que mirar esses bons exemplos e procurar segui-los”, completa Alemão.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS