Gorilas completam um ano com vitória por 28 a 0 na estreia pela Liga Nacional

Agosto não é apenas o mês de aniversário da Macaca: o Ponte Preta Gorilas, time de futebol americano alvinegro, também comemora o primeiro ano de vida. E, se nesta sexta teve festa em comemoração aos 116 anos da Ponte,  os atletas da bola oval também comemoraram,  mas em campo. A equipe estreou no campeonato da Liga Nacional com o pé direito (ou seriam as mãos?) e venceu o Prudente Coronéis por 28 a 0.

Jogando em Presidente Prudente, os Coronéis começaram o duelo em ritmo forte e chegaram a ficar a apenas oito jardas de abrir o placar por meio de um touchdown. Mas os Gorilas reagiram rápido e, com atuação de destaque do quarterback Chico Araújo, passaram a comandar o jogo a partir do segundo quarto e venceram ao atingir quatro touchdowns e converter os pontos extras

Vale lembrar que no Campeonato Paulista, que teve sua primeira edição neste ano, os Gorilas terminamos em 5° na classificação geral –  atrás apenas de Corinthians Steamrollers (4), Santos Tsunamis (3), São Paulo Storm (2) e Lusa Lions (1). Um bom resultado para um time “recém-nascido”, mas os gorilas, claro, querem mais e prometem ir pra cima na competição nacional.

Liga Nacional

A Liga Nacional, que dá acesso à Superliga Nacional, tem 33 equipes, divididas em quatro Conferências– Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. As Conferências Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste têm duas divisões cada, diferente do Sul, que tem divisão única.

No Sul estão: Joinville Gladiators, Porto Alegre Pumpkins, Santa Maria Soldiers, Bento Gonçalves Snakes, Curitiba Lions, Joinville Redlions e Santa Cruz Chacais. No Sudeste, são duas divisões. Uma tem Belo Horizonte Get Eagles, Mooca Destroyers, Palmeiras Locomotives, Uberaba Zebus e Uberlândia Lobos; na outra estão Leme Lizards, Paulínia Mavericks, Ponte Preta Gorilas, Prudente Coronéis e Rio Preto Weilers.

No Centro-Oeste a divisão A tem Brasília Alligators, Brasília Leões de Judá, Sinop Coyotes e Sorriso Hornets. O grupo B ctem Brasília V8,Campo Grande Gravediggers, Brasília Templários e Rondonópolis Hawks. No Nordeste, a divisão A tem Caruaru Wolves, Maceió Marechais, Náutico Horses e Olinda Sharks e a B, ABC Scorpions, Arcoverde Templários, Roma Gladiadores e Tropa Campina.

A fórmula de disputa

Na temporada regular, cada equipe fará quatro partidas – duas como mandante e duas como visitante. Classificam-se oito equipes somadas no Sul, Sudeste e Centro-Oeste, e quatro no Nordeste. Os campeões das divisões A e B de Sudeste e Centro-Oeste, mais o campeão e vice do Sul. No Nordeste passam o campeão e vice de cada divisão.

Os classificados para os playoffs e chaveamentos ainda estão sendo discutidos pelas equipes participantes de Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Crê-se que ainda nesta semana será definido o método de disputa. Sabe-se que o campeão da Conferência Nordeste terá acesso a Conferência Nordeste da Superliga Nacional, enquanto que as Conferências Sul, Sudeste e Centro-Oeste disputam três – ou quatro – vagas na elite do campeonato brasileiro.

Para apresentar o cenário, o playoff entre Sul, Sudeste e Centro-Oeste é independente do Nordeste. A inviabilidade logística impede a criação de uma final única na Liga Nacional.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS