Ponte treina na tarde desta quarta-feira (02) e apresenta Edno oficialmente; Adrianinho valoriza trabalho que tem sido feito pelo grupo nestes primeiros meses e quer título da Série B

 

Crédito obrigatório para reprodução da imagem: PontePress/DJota Carvalho

 

O elenco da Ponte Preta volta aos treinos na tarde desta quarta-feira (02), no Círculo Militar de Campinas. Antes do treino, porém, o meia e atacante Edno – cujas burocracias de contrato foram encerradas com sucesso – será apresentado oficialmente no Moisés Lucarelli, às 14 horas.  O foco nos treinamentos é total na estreia na Série B do Brasileiro, no dia 18 de abril contra o Icasa-CE, e para o meia Adrianinho a Macaca teve um bom ano até o momento. Ele acredita que o time tem tudo para fazer um grande nacional em 2014.

“O Paulistão foi um campeonato bom para nós, em relação a ter experiência. É um campeonato difícil, onde enfrentamos grandes clubes e os times do interior são fortes e mostraram isso. Então foi uma experiência muito boa. Mas todos já sabiam que o objetivo da Ponte para esse ano é o Brasileiro Série B. Essa responsabilidade é nossa e o trabalho, desde o começo, tem quer se consistente entre jogadores, diretoria, comissão técnica, para que todos falem a mesma língua e possamos no final comemorar”, diz o jogador, que sabe que neste período há mudanças no clube e atletas chegam e saem visando a melhoras da equipe.

“É normal ter mudanças de um campeonato para outro. Alguns atletas chegam e outros saem. Há times interessados nos jogadores da Ponte, outros que o clube não tem mais interesse e isso tudo é corriqueiro dentro de qualquer clube. Certamente vai acontecer aqui também e a Ponte Preta tem as pessoas certas, que observaram ao longo do campeonato, para que se monte um time competitivo para alcançar o objetivo”, ressalta o meia.

Adrianinho acredita que esse momento em que não há jogos pode ajudar o técnico Vadão a dar mais conjunto ao time e até mesmo treinar da forma que gostaria, o que não aconteceu desde sua chegada ao clube. Mas também mostra o contraponto disso, pelo fato do primeiro adversário da alvinegra no Brasileiro continuar em ritmo de competição no seu estado.

“Tem o lado bom e o lado ruim e não jogar. Quando estamos em um torneio acabamos não tendo tempo para treinar. Sem competição, treinamos mais. O Vadão procura agora colocar algumas coisas que ele não conseguiu durante o Paulista, porque ele chegou em cima e não teve tempo para treinar. Ele comentava conosco que sempre queria que nos apertássemos a equipe adversária no campo deles, mas ele não conseguiu treinar isso. E se apertar de uma forma errada, acaba perdendo três ou quatro jogadores e enfraquecendo a defesa. Já para o Icasa-CE, nosso adversário na primeira rodada, é melhor para eles estarem em uma competição pela questão do ritmo de jogo. Mas, dentro da partida, temos condição de nos superar”, explica.

Adrianinho enfatiza que não se contenta apenas em subir para a Série A: a intenção, diz, é conquistar o título. “Qualquer campeonato que a Ponte Preta dispute e ganhe é importante. Se é de expressão ou não, são algumas pessoas que intitulam dessa forma. Mas mesmo quando jogamos campeonato do interior, como ganhamos no ano passado, tem importância para nós. Um título de campeão da Série B tem um gosto melhor que o acesso. Vamos em busca disso”, completa o jogador.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS