Relacionado para a partida depois de contusão, xodó Adrianinho diz que vale o sacrifício e deseja muito o caneco

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

Após seis jogos fora de combate por lesão no adutor, o meia Adrianinho está de volta e à disposição do técnico Guto Ferreira. O atleta atuou a última vez no dia 21 de outubro, contra o Avaí em Campinas, e volta no último jogo do ano para enfrentar o Náutico  em Pernambuco.

 

“A lesão foi um pouco mais demorada porque foi no tendão do adutor e não no músculo. Então por isso demorou mais, mas estou bem. Claro que fisicamente precisava de mais um tempo, com mais calma para estar 100%, mas esse jogo vale o sacrifício”, afirma o meia que é o grande xodó da torcida e quer muito festejar a conquista da Série B.

 

“Estou conseguindo ir para o jogo e espero de alguma forma poder ajudar a equipe. Se o Guto precisar eu espero contribuir, participar dessa festa e se Deus quiser trazer o título”, diz. Para esse jogo, Adrianinho deve começar no banco de reservas, mas o atleta faz questão de dar todo o apoio ao titular Renato Cajá e afirmar que, quando for preciso, buscará dar sua contribuição.

 

“Eu tenho certeza que o Cajá vai fazer uma grande partida. Vamos jogar num campo bom e isso facilita para ele, pois a qualidade técnica dele é acima do normal. Ele vai dar o melhor no tempo que ele puder e na hora em que ele erguer a mão pedindo substituição, eu vou estar ali para ajudar”, avisa Adrianinho, que vê no fato de atuar na Arena Pernambuco um fator positivo para a Macaca.

 

“Nos dois jogos que tivemos em arenas de Copa do Mundo fomos bem. Eu fiz gol, o Cajá também fez, e foram bons jogos. Nossa equipe é rápida e técnica, e por isso necessita de um gramado bom. O Náutico é um time que está mais acostumado ao gramado e com certeza vai dificultar muito. Mas estamos preparados para fazer um grande jogo e trazer a vitória”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS