Trabalhando pela recuperação plena, Adrianinho acredita que já está em bom nível para jogar e quer lutar por espaço no time

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/FábioLeoni

Desde que se lesionou no ano passado, o meia Adrianinho trabalha dia e noite para se recuperar plenamente e voltar a vestir a camisa da Macaca em campo.  A boa nova é que o todo o trabalho do jogador – que nesta tarde participa do penúltimo treinamento do elenco antes de enfrentar o São Bernardo no domingo – está dando resultado. “Graças a Deus estou muito melhor, todo este tempo treinando forte e fazendo tratamento para ficar em condição de jogo deu resultado. Sinto ainda um pouco de dor no pé, mas em nível bom pra jogar”, diz.

O Camisa 10 conta que ficou muito triste pelo tempo sem atuar. “A gente fica em casa e dá uma tristeza, mas o remédio é trabalhar muito, fiz tratamento de manhã, de tarde e de noite quando foi necessário. E tenho treinado e acompanhado os jogos, acho que a equipe vem evoluindo. Ainda são poucas partidas, alguns atletas que chegaram mais recentemente estão se adaptando à filosofia de trabalho, mas acho que já saímos um pouco na frente porque mantivemos base do ano passado. Mas precisamos fazer muitos jogos bons para ir bem na competição.”

Na opinião dele, o empate contra o Linense na última rodada pode ser considerado um bom resultado. “Foi um bom resultado até mesmo pela situação no campo, vi pela TV e achei a dificuldade enorme, a bola parando o tempo todo, fica difícil jogar no estilo que o Guto nos pede, com passes rápidos em um campo daquele jeito”, afirma.

Sobre o fato de voltar ou não a revezar com Renato Cajá em campo, Adrianinho não se mostra preocupado. “Vou buscar meu espaço, mas o Guto sempre deixa claro que quer todos bem pra que todos ajudem a Ponte, independentemente de quem é titular, quem entra depois. Hoje não dá pra um time ter apenas 11 jogadores e uns três no banco pra intercalar, como era antigamente. É preciso ter pelo menos duas equipes, porque não tem como um atleta jogar 90 minutos todos os jogos”, finaliza.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS