Elenco se reapresenta na tarde desta quinta; Adrianinho diz que união do grupo é fundamental ao acesso e ressalta: não podemos dar mole em jogos possíveis de vencer

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

Após voltar na quarta-feira de Itápolis, onde empatou na última rodada com o Oeste, a Ponte Preta retoma os treinamentos na tarde desta quinta, de olho no confronto com o Vila Nova na próxima terça (20), no Majestoso. Os jogadores fazem hoje trabalhos físicos e de academia, e o meia Adrianinho, uma das lideranças do elenco, ressalta que o grupo está fechado para engrenar uma boa sequência na competição.

“A união de todos é fundamental para conquistarmos o acesso e o grupo está bem unido. Isso pode ser visto, por exemplo, quando vencemos aqui contra o ABC e o Fernando Bob se machucou. Todos ficaram muito tristes e fizemos ainda mais em campo pela Ponte e por ele. Depois do jogo, na nossa roda no vestiário, quase todo mundo falou, o que não é comum, e dedicou a vitória ao Bob, que é um bom profissional e um cara divertido, que todos gostam. Esse tipo de união é a chave para subirmos”, reforça o jogador.

Adrianinho ressalta que o time precisa focar em vencer o próximo adversário em casa e em conquistar bons resultados na sequência de jogos fora que se seguirá ao próximo embate. “Empatar em Itápolis não foi ruim, pontuar fora é importante, mas ficamos decepcionados porque poderíamos ter vencido, tivemos boas chances e acabamos com um homem a menos, o que complicou um pouco. Mas agora precisamos vencer e, principalmente, se queremos subir não podemos dar mole em partidas em que vencer é possível”, finaliza. 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS