Trem Onze de Agosto: que apelido é esse?

 

Foto:PontePress/FábioLeoni

Macaca, Veterana, Nega Véia… Trem Onze de Agosto? Quem frequenta as redes sociais alvinegras com certeza já viu algum comentário de torcedor se referindo à Ponte Preta por este apelido. Talvez também tenha reparado que, no último jogo contra o Flamengo, em 29 de maio, os jogadores da Ponte fizeram a coreografia de um trem após o gol marcado por Wellington.  Afinal, de onde surgiu essa novidade?

 

Desde o dia 10 de abril do ano passado a Associação Atlética Ponte Preta conta com este novo apelido: Trem Onze de Agosto. A alcunha foi dada por alguns torcedores, sendo Carlos Ebert Burghi o principal responsável pela ação. A escolha do apelido, segundo os responsáveis, é uma homenagem à “democracia racial nos trilhos da profissionalização do futebol campineiro”.

 

“O batismo da alcunha Trem Onze de Agosto nasceu no dia de nascimento do primeiro jogador negro e ferroviário que vestiu a camisa da Macaca, que foi Miguel do Carmo. Outro fato simbólico é que em 11 de agosto de 1872, a locomotiva inglesa John Fowler, que está no Museu do Trem em Jundiaí, fez o trecho inaugural de Jundiaí à Campinas. Vinte e oito anos depois a Ponte foi fundada”, diz Burghi.

 

Principal disseminador do novo apelido, foi Burghi quem solicitou aos jogadores da Ponte que fizessem a coreografia simulando um trem.  “Importante ressaltar também que o apelido tem como padrinho o ex-diretor e historiador João Marcos Fantinatti, falecido em 2014”, diz. Se o apelido vai pegar ou não, só o tempo dirá, mas o importante é que o Trem Onze de Agosto, a Macaca, a Nega Véia ou a Veterana, como queiram, vença o Urubu nesta noite de quarta.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS