Kleina lamenta revés diante da torcida, mas destaca: “Vamos recuperar a confiança e trabalhar forte, é um jogo de cada vez e agora é focar em vencer o Remo lá fora”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Como seria de se esperar, o sentimento da Comissão Técnica e do elenco alvinegro após o jogo contra o Náutico foi de frustração. Afinal, o resultado negativo não reflete o empenho do time em campo, como mostram números do confronto: a Macaca teve 29 finalizações contra oito do oponente, 13 escanteios contra três, sofreu mais faltas, acertou mais passes e o goleiro oponente fez mais defesas – algumas delas fundamentais para segurar o placar.

“Ficamos tristes por causa da nossa torcida, queríamos dar a eles a vitória. É uma derrota que a gente vai sente muito mesmo, até pelo que nós fizemos com o adversário, foram muitas coisas boas que temos que valorizar. Marcamos gol no primeiro tempo, tivemos muito volume ofensivo, colocamos quase 30 finalizações com uma equipe que é difícil de jogar”, diz Kleina.

Ele complementa a análise: “Poderíamos ter feito vitória heroica, tranquila, tivemos chance de definir no primeiro tempo ou mesmo empatar depois. Infelizmente nós colocamos o adversário no jogo, cometendo falhas que não estávamos fazendo. No primeiro gol perdemos o duelo no rebote, erramos na trajetória da bola do adversário e tomamos empate. No segundo, uma bola que o goleiro quebra em direção ao Jean Carlos, nós não estávamos bem postados, ele dominou sozinho e enfiou a bola. E no terceiro, faltou comunicação. Era para avisar que seria escanteio e eles bateram rápido.”

O treinador, contudo, reforça que a situação não é de terra arrasada e agora é preciso focar todas as forças em pontuar contra o Remo na próxima rodada. “Claro que quando a gente não ganha, parece que as coisas não aconteceram. Então essa semana a gente vai trabalhar em cima disso: corrigir erros, conversar, passar confiança. A gente vinha de oito jogos muito fortes dentro de casa, resgatamos esta força e mesmo ontem o nosso desempenho foi muito forte, infelizmente o resultado não se aliou a isso”, lamenta.

GK conclui: “Faltam oito jogos, a gente precisa buscar um jogo de cada vez, precisamos pontuar e fazer vitórias. Nesta segunda vamos corrigir, trabalhar para buscar resultado positivo lá fora. Temos que  continuar com esse alto nível de criação, mas melhorar a concentração no setor defensivo e as finalizações. E repito: é um jogo de casa vez,  agora é focar em vencer o Remo.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS