Com gol de Marcos Jr, Ponte vence o Remo fora de casa, se afasta um pouco mais do Z4 e já pensa no confronto contra o Vitória no sábado que vem

Foto: Samara Miranda/ Divulgação Remo

 

A Ponte Preta foi a Belém com muita concentração e empenho, e garantiu três pontos contra o Remo, com gol de Marcos Jr – o segundo dele em dois jogos seguidos. A Macaca teve ainda diversas chances de ampliar o placar, mas o goleiro adversário, em grande tarde, conseguiu segurar o ímpeto alvinegro. “Como havíamos dito durante a semana, cada jogo é uma final para gente. Conseguir pontuar fora de casa é importantíssimo e agora é vencer no Majestoso, diante da nossa torcida”, diz o autor do gol.

Com o resultado, a Macaca chegou aos 37 pontos e termina a 31ª rodada com 37 pontos, abrindo cinco do Z4. A equipe do técnico Gilson Kleina volta a campo às 16 horas do próximo sábado (30),no Majestoso, contra o Vitória, em um jogo de seis pontos: o time baiano está em décimo oitavo lugar, com 32 pontos, e uma vitória em casa deixa a Ponte em uma situação mais confortável e ainda segura o adversário entre os quatro últimos.

O jogo

A Ponte foi para cima nos momentos iniciais da partida, principalmente pelo lado esquerdo. Aos sete, Moisés  inverteu o lado para o Richard, mas o juiz anotou impedimento. Os times se estudavam e se alternavam no ataque, em busca de espaços. Aos nove,  Ivan fez defesa segira em chute contra o sol e , na sequência, Moisés teve boa chance, mas não conseguiu dominar na área.

Aos dez, Rodrigão chutou fechado contra o gol adversário, mas o goleiro defendeu. O jogo começou a ficar lá e cá. Aos 11, Moisés carregou até a área, mas foi desarmado e o adcersário saiu em contra-aataque, que terminou com uma bola por cima do gol de Ivan, que se esticou pra defender, mas sem necessidade. O goleiro alvinegro, porém, passou a usar um boné a partir do lance, para ajudar a lidar com o sol na cara.

Aos 13, saiu o gol da Macaca. Rafael Santos saiu em velocidade, se livrou da zaga e chutou forte, mas o goleiro espalmou para o lado oposto do campo.  Richard pegou a sobra e carimbou a trave, dando nova sobra para Marcos Júnior chutar para o fundo das redes. 1 a 0.

O time da casa veio para cima em busca do empate e, aos 20, Ivan defendeu um chute à queima-roupa, mandando para escanteio.  Aos 32, mais uma vez Ivan fez belíssima defesa em falta venenosa cobrada pelo adversário. Na sequência, em falta para a Ponte,  Rafael Santos cobrou com categoria e o goleiro defendeu. Na sequência, o goleiro fez pênalti em Yago Henrique e a bola da Macaca ainda entrou no gol, em chute de Richard aproveitando o rebote, porém o VAR marcou impedimento do atleta alvinegro antes do pênalti.

Aos 41, Yago Henrique roubou a bola e fez passe longo para Rodrigão, que conseguiu impedir a saída da bola, mas na sequência Richard e o zagueiro se embolaram e ela acabou saindo pela linha de fundo,  além do juiz marcar falta de ataque. Aos 44, o Remo chegou a empatar em lance de impedimento, mas o VAR confirmou a irregularidade, mantendo a Ponte na frente.

Aos 48, Moisés fez bom lance em velocidade e mandou para Léo Naldi, que chutou com efeito e o goleiro mandou para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou com Rafael Santos e ele mandou para a área. Fábio Sanchez cabeceou e o goleiro defendeu em cima da linha, evitando o segundo da Macaca com um verdadeiro milagre. Aos 50, cobrança de falta do adversário, mas Ivan defendeu no meio do gol e, na sequência, o juiz apitou o final do primeiro tempo com a Macaca na frente.

No segundo tempo, a Ponte foi para o ataque. Aos dois, Rodrigão tentou a jogada com Léo Naldi, mas a defensiva do Remo afastou. Aos três, Moisés chutou, mas o goleiro defendeu. Na sequência, Richard tentou de cabeça, mas mais uma vez o camisa 1 oponente ficou com ela. A Macaca seguia pressionando e aos dez Moisés teve boa chance, mas a defesa bloqueou o chute. Marcos Jr ficou com o rebote, mas, sem ângulo, acabou isolando.

Aos 13, Marcos Jr tentou mandar na área, mas o goleiro adversário defendeu. Aos 21, Iago saiu em velocidade e passou por três, mandando para Moisés. O atacante cruzou para Léo Naldi, que chegava de cabeça, mas o arqueiro adversário conseguiu se adiantar e socar a bola antes que o pontepretano alcançasse.

Aos 24, Moisés tentou, mas o goleiro afastou. Aos 25, bela defesa de Ivan no primeiro lance de perigo real do adversário. Aos 27, Marcos Jr levou falta no bico da área, após pegar rebote de chute dado por Moisés – que havia recebido lançamento de Kevin. Marcelo Hermes fez bela cobrança e o goleiro espalmou para escanteio. Na cobrança, Thalles quase marca um gol olímpico.

Aos 31, contra-ataque da Macaca foi parado com falta em Moisés. Na sequência, Iago matou no peito, mas o goleiro conseguiu pegar a bola antes que o atacante concluísse a jogada. Aos 36, quase Thalles ampliou, em chute colocado, de fora da área, que o camisa 1 defendeu com dificuldade.

Aos 48, cabeceada venenosa do adversário para ótima defesa de Ivan. Aos 49, falta em cima de Thalles após bela jogada em cima do adversário.

 

Ficha do Jogo

Ponte Preta: Ivan; Kevin, Fábio Sanches, Rayan e Rafael Santos (Marcelo Hermes); Marcos Júnior (Thalles), Léo Naldi(Lucas Cândido) e Yago Henrique (André Luiz); Richard (Iago), Rodrigão e Moisés. Técnico: Gilson Kleina.

Remo: Thiago Coelho; Thiago Ennes (Jeferson), Rafael Jansen, Marlon e Raimar; Arthur (Lucas Siqueira), Marcos Júnior (Anderson Uchôa) e Felipe Gedoz; Lucas Tocantins, Neto Pessoa (Wallace) e Victor Andrade (Matheus Oliveira). Técnico Felipe Conceição.

Gols: Marcos Jr, aos 13

Arbitragem: Paulo Cesar Zanovelli da Silva, com Ricardo Junio de Souza e Celso Luiz da Silva como assistentes. O quarto árbitro foi Djonaltan Costa de Araújo e o árbitro de vídeo, Emerson de Almeida Ferreira.

Cartões amarelos: Léo Naldi, Richard, Ivan  (Ponte), Anderson Uchôa, Rafael Jansem (Remo)

Público e renda: não-divulgados

Jogo válido pela 31ª rodada da série B do Brasileiro, realizado no Baenão (Belém-PA)

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS