Com gol de pênalti do adversário aos 51 do segundo tempo, Ponte perde fora de casa e foca em nova vitória no Majestoso neste sábado

Foto: Augusto Oliveira/CSA

A Ponte Preta saiu na frente com um golaço no primeiro tempo, tomou o empate e teve boas chances de ampliar. Porém, com um pênalti marcado para o adversário aos 51 minutos do segundo tempo, acabou tomando a virada.

Com o resultado, a Macaca caiu uma posição na tabela e terminou a rodada em 14º lugar, um ponto abaixo do Vila Nova – justamente o adversário que enfrenta às 21 horas de sábado, no Majestoso, contra o Vila Nova.  

A distância para o Z4 é de cinco pontos e o foco da Macaca é manter a série invicta no Majestoso – que já soma sete jogos – e conquistar mais três pontos no fim de semana.

O jogo

A Ponte já atacou logo no primeiro minuto, em lance rápido de Moisés, que chutou e a zaga tirou. Aos três, Richard fez bom lançamento e Fessin cabeceou, mas ela saiu pela linha de fundo. Dois minutos depois, novo lance de ataque da Macaca, com Felipe Albuquerque cruzando na área, mas a bola foi cortada pela defesa.

O gol da Ponte saiu aos 15 minutos, mais um golaço à distância anotado por Rafael Santos. Após cruzamento de Richard para Veras, a zaga cortou e a bola sobrou para o lateral alvinegro, que mandou um petardo no ângulo adversário, sem chance de defesa para o goleiro. Ponte 1 a 0.

Aos 23, Fessin arrancou pelo meio, deixando para trás a marcação e mandou para Moisés. O camisa 21 pegou de primeira, mas a bola foi para o centro do gol e o camisa 1 adversário defendeu. Aos 35, o CSa empatou. Após uma bomba mandada de longe pelo adversário, Ivan fez bela defesa, mas o time adversário pegou o rebote e mandou sem chance de nova defesa.

Aos 44, após dois escanteios seguidos, quase saiu o empate, quando Moisés, de frente para o gol, tirou a marcação e chutou uma bomba que explodiu na trave do CSA. Na sequência, após cobrança de novo escanteio, o camisa 21 deu novo bom chute que passou pertinho do gol adversário. Aos 46, Rafael Santos cobrou falta cruzando na área, mas o juiz viu um impedimento e parou o lance. Dois minutos depois, o árbitro apitou o final do primeiro tempo. 1 a 1.

No segundo tempo, os donos da casa marcaram aos 45 segundos, porém o VAR anulou o gol porque, como a imagem confirmou, o jogador adversário ajeitou a bola com a mão. Próximo aos dez, a Macaca chegou três vezes à área adversária, mas a defesa acabou levando a melhor. Aos 11, Moisés  recebeu bola na área e acabou derrubado, mas o bandeira já havia marcado um impedimento.

Aos 17, quase a Ponte amplia. Richard acreditou e correu atrás de uma bola veloz, e conseguiu impedir que ela saísse, cruzou para Veras e o atacante chutou. Ela passou lambendo a trave esquerda do gol adversário.  Aos 26, trombada na área da Ponte e pedido de pênalti do adversário, mas o árbitro confirmou que não houve nada.

Aos 33, boa bola da Macaca alçada na área, mas a zaga adversária cortou.  A Ponte seguia tentando contra-ataques e aos 40 Moisés teve boa chance, chutando pertinho do gol adversário. No minuto seguinte,  Léo Naldi mandou para Josiel na área, mas o goleiro se antecipou e ficou com ela.  Aos 47, porém, já debaixo de chuva, chute na área bateu na mão de Cleylton e o árbitro, após checagem do Var, deu pênalti. A cobrança ocorreu aos 51 e Ivan caiu para o lado certo, mas não conseguiu segurar. 2 a 1.

Ivan ainda foi para a área em cobranças de falta aos 55 e 58 para tentar marcar – em uma delas, o adversário saiu rápido e chegou a marcar o terceiro, mas em gol impedido e anulado. Aos 59, o árbitro apitou o final de jogo.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ivan; Felipe Albuquerque, Cleylton, Fábio Sanches e Rafael Santos; André Luiz (Léo Naldi), Marcos Júnior (Lucas Candido) e Fessin (Yago), Richard (Josiel), João Veras (Niltinho) e Moisés. Técnico: Gilson Kleina.

CSA: Thiago Rodrigues; Éverton Silva, Matheus Felipe, Lucão e Ernandes; Geovane (Renato Cajá), Yuri e Gabriel; Marco Túlio (Didira) , Dellatorre (Bruno Mota) e Iury Castilho (Reinaldo). Técnico: Mozart

Gols: No primeiro tempo, Rafael Santos aos 15 e Yuri Castilho aos 35;  Gabriel aos 51 do segundo tempo

Arbitragem: Paulo Henrique Schleich Vollkopf apitou, com os assistentes Francisco Carlos do Nascimento e Eduardo Gonçalves da Cruz. O quarto árbitro foi Ruy Cesar Lavarda Ferreira.

Cartões amarelos: Rafael Santos, Gilson Kleina, André Luiz, Ivan, Cleylton  (Ponte Preta); Dellatorre, Reinaldo, Lucão  (CSA)

Cartão vermelho: Gilson Kleina

Jogo válido pela 27ª rodada da série B, realizado no estádio Rei Pelé.

Público (limitado a): 3 mil pessoas

 Renda não-divulgada.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS