Ponte treina de olho no Operário e Kleina fala sobre o resultado do dérbi, que manteve a invencibilidade de 12 anos no Majestoso

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

De olho no confronto de quarta-feira contra o Operário, a Macaca já treinou firme na manhã deste sábado, O foco dos comandados do técnico Gilson Kleina é a conquista da primeira vitória fora de casa, para engrenar uma sequência positiva e galgar melhores posições na tabela de classificação da série B do Brasileirão.

“Estamos pensando no Operário e vendo as melhores opções para fazer um jogo forte fora de casa: é ajustar o que pode ser melhorado, arrumar e ver que time podemos trabalhar para o confronto. Infelizmente não vai dar para repetir a equipe de ontem, mas temos que fazer um time equipe forte pra ter não só desempenho, mas conquistarmos o resultado positivo”, pontua Kleina.

A mudança certa para a próxima partida é o zagueiro Cleylton, que cumprirá suspensão pelo terceiro amarelo.  “Esse setor está tendo uma rotatividade muito grande, infelizmente estamos convivendo com essas lesões. Neste jogo mesmo nós não pudemos usar o Ednei, que se lesionou durante a semana, e entrou o Rayan, que foi muito bem. Espero que o Fábio Sanches, como está treinando normal, possa atuar na próxima rodada, mas temos boas opções no setor, como o Cipriano e o DG, que estão treinando bem e à disposição”, diz.

Em relação ao resultado do dérbi, no qual a Ponte teve boas chances, mas acabou sustentando um empate que manteve uma escrita de 12 anos sem vitórias adversárias nos clássicos no Majestoso, Kleina faz uma avaliação positiva.“ O primeiro papel é a gente tentar fazer sempre o nosso resultado de vitória, mas não conseguir, tem que no mínimo pontuar. Ainda mais em um clássico, contra uma equipe que está pleiteando o G-4, e nós fazendo de tudo para engrenar, ter uma caminhada para a gente poder trocar de patamar. Então nós temos que valorizar esse ponto”, diz.

Ele faz uma análise da partida em si. “Foi um jogo muito disputado, no qual não iniciamos bem, mas depois equilibramos e ficamos bem, fomos superiores na maior parte do jogo. O time cresceu, pegou confiança, tivemos arremate de fora da área, jogada de bola parada. Acho que para vencermos faltou realmente o detalhe: um melhor posicionamento na bola parada, uma finalização melhor, mas nós procuramos o tempo todo e conseguimos colocar o nosso jogo”, acredta.

O treinador conclui: “Nossa equipe tentou de tudo para sair com a vitória e temos que dar valor à entrega dos nossos atletas. A gente sabe que enfrentou uma equipe que está trabalhando na parte de cima, mas fomos guerreiros, a equipe cresceu, mais uma vez jogamos um futebol com desempenho de bom para ótimo. É manter isso para que a gente possa conquistar a primeira vitória fora nesta próxima semana.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS