De olho no Cruzeiro, Macaca retoma os treinos e jogadores querem buscar mais três pontos em Minas

Foto:PontePress/DiegoAlmeida

A Ponte Preta retoma os treinos na tarde desta segunda-feira (6), de olho no confronto com o Cruzeiro, às 11 horas da manhã do sábado (11).  O oponente está com a mesma pontuação da Macaca, mas ainda joga amanhã pela 22ª rodada antes do confronto do final de semana. Independentemente de qualquer que seja o resultado do time mineiro, porém, a partida definitivamente é de seis pontos para o time do técnico Gilson Kleina, que tem como meta conquistar a primeira vitória fora de casa.

Apesar de não poder jogar em virtude de questões contratuais, uma vez que é emprestado ao time alvinegro pelo Cruzeiro,  o lateral Rafael Santos acredita em um bom resultado e enfatiza a importância dos treinamentos da semana. Aliás, o jogador atribui a vitória por 3 a 2 contra o Sampaio Corrêa na última rodada justamente aos treinamentos. “A gente treina muito, se esforça no treino para que venha a conquista. Para quem trabalha, o resultado chega”, pontua.

O capitão Ivan segue a mesma linha de pensamento: para ele, o esforço conjunto dos atletas se reflete no gramado, razão pela qual o time tem apresentado uma evolução crescente. “Quando a gente faz as coisas certas, trabalha e se dedica, vem a vitória”, afirma o camisa 1 alvinegro.  O atacante Yago Henrique, que estreou na última rodada e por pouco não deixou o dele no fundo das redes, endossa o que pensam os colegas.

O jogador fala um pouco sobre o últimojogo. “Quase fiz o gol, mas importante foi que a vitória veio. Sofrida, na raça, com cara de Ponte, mas graças a Deus veio. E vamos trabalhar muito que vai ter mais”, conclui. A Macaca treina em Campinas diariamente nesta semana até quinta-feira, quando embarca de tarde para Belo Horizonte – onde deverá ocorrer a última atividade antes da rodada 23.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS