Kleina fala sobre a goleada de domingo e destaca: “Agora é fazer um jogo estratégico contra o Vasco, será de fundamental importância pontuarmos no Rio de Janeiro”; reveja os gols

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta começou o returno com o pé direito, aplicando uma goleada inquestionável em cima do Brusque. O técnico Gilson Kleina destaca a relevância do resultado e, mais ainda, já enfatiza a importância da equipe dar sequência à boa fase no próximo domingo, quando enfrentará o Vasco da Gama.

“Foi uma vitória muito boa, contra uma equipe competitiva e difícil, e marca um bom início para nós, afinal no primeiro turno levamos cinco rodadas pra conseguir esta mesma pontuação que obtivemos ontem, em um único jogo do returno. Agora é fazer um jogo estratégico contra o Vasco, porque é de fundamental importância a gente pontuar no Rio de Janeiro”, pontua o treinador.

O treinador prevê um confronto difícil na casa adversária, mas confia no elenco alvinegro. “Estamos nesta busca de pontuar fora de casa, fazer a primeira vitória longe de Campinas, mas vivemos um jogo de cada vez. Tenho certeza que a Ponte Preta vai ter a condição de ganhar fora de casa para a gente poder ter uma regularidade e para isso temos que trabalhar bastante durante a semana para ter uma equipe equilibrada e competitiva, pois sabemos que teremos um adversário que vai exigir muito da gente em São Januário”, afirma.

O equilíbrio, por sinal, tem transparecido cada vez mais no time, que vem crescendo tanto ofensivamente quando defensivamente. Além dos nove gols anotados nos últimos quatro jogos, Kleina destaca o feito na parte de trás – onde a equipe já vinha se estabilizando.  “Ontem não só vencemos, como não tomamos nenhum gol. A última vez que isso tinha ocorrido foi na décima rodada, contra o Avaí. Importante destacar não só os atletas de linha, mas também o Ivan, que ontem fez intervenções e defesas que realmente são da característica dele, de fazer um milagre”, avalia.

Kleina registra outros pontos positivos. “Nós trabalhamos essa semana essa situação da bola parada, entendo que melhorou. A bola parada passa muito pela cobrança, mas também passa pelo posicionamento e estamos tentando fazer um ajuste diferente. A gente também melhorou muito a tomada de decisão, a escolha e a finalização, que é uma situação importante”, diz.

O treinador conclui: “Claro que ainda temos pontos a corrigir e vamos trabalhar muito nisso, mas entendo que ontem fizemos um bom jogo e, mais uma vez agradecer a torcida, que tem nos apoiado muito e dando energia ao grupo, o que é crucial na nossa caminhada.”

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS