Ponte perde para o Vitória e foca no confronto contra o Goiás na sexta-feira (23), no Majestoso

Foto: Pietro Carpi/ECV

A Ponte Preta perdeu por 1 a 0 a partida contra o Goiás, na noite desta terça-feira, na casa do adversário. Com o resultado, a equipe se mantém no Z4 e foca agora no confronto contra o Goiás, às 20 horas da próxima sexta (23), no Majestoso. “Não queremos estar nessa situação. Tem que trabalhar, buscar resultados, manter o foco e a cabeça fria. Tem jogo na sexta, então agora é descansar para tentar ganhar do Goiás”, diz.

O jogo

A Ponte saiu atacando e chutou contra o gol adversário já antes dos 30 segundos, com Moisés passando para Vini Locatelli bater forte de fora da área, mas o goleiro adversário pegou. Aos quatro, Moisés pegou na ponta esquerda e carregou até a entrada da área, onde carimbou a zaga e ganhou escanteio.

Rafael Santos cobrou bem e a zaga tirou para escanteio de novo. Na cobrança, novo tiro para a Ponte , desta vez do lado oposto. Camilo bateu fechado, mas o goleiro defendeu.  Aos oito, Moisés fez linda jogada individual, driblando Cedric e bateu cruzado. O goleiro adversário tirou para escanteio com a ponta dos dedos.

Na cobrança, Rafael Santos cobrou na cabeça de André Luiz, mas ela saiu por cima do gol. Aos dez, Locatelli cruzou, mas a zaga acabou tirando. Na sequência, Camilo recebeu falta em ataque. Ele mesmo cobrou uma bomba, que bateu na defesa e saiu em escanteio. Aos 15, Moisés saiu em velocidade e foi parado com falta no bico da área adversária. Camilo cobrou, mas ela ganhou altura e saiu em linha de fundo.

Aos 21, o adversário chegou pela primeira vez ao gol alvinegro e foi parado por linda defesa de Ivan. Aos 29, Moisés fez fila no campo adversário e cruzou para Locatelli, mas a bola foi interceptada pela zaga. Aos 37, chute forte de longe do oponente, perigoso, bem defendido por Ivan. O adversário pegou o rebote, mas Fábio Sanches tirou.

Aos 40, bela triangulação alvinegra e chute na área de Moisés, que saiu em escanteio. Na cobrança, Rafael Santos mandou na segunda trave e Mosisés cabeceou, para defesa em dois tempos do camisa 1. Aos 46, Moisés saiu em velocidade, fez a fila e tomou falta perto da área. Camilo cruzou e Josiel cabeceou, mas ela saiu em lateral após esbarrar na defesa a o árbitro apitou na sequência o final do primeiro tempo.

No segundo tempo, o jogo começou bastante truncado, mas aos sete o Vitória chegou ao gol, após rebote de bola que explodiu no travessão de Ivan. Aos 11, Felipe Albuquerque fez bom lançamento para a área, com Moacir pegando, mas ela foi para fora. Aos 21, Moisés fez cruzamento fechado na área e Fábio Sanches por pouco  não conseguiu completar.

A Macaca tentava chegar ao gol, mas era parada constantemente por faltas do adversário. Aos 24, Moisés foi parado com falta em lance de ataque. Na sequência, nova falta em André Luiz. Aos 32, Rafael Santos fez cruzamento na área, mas ela saiu. Aos 36, Rafael Santos chutou para o gol adversário e a bola passou perto da trave, acertando as redes pelos lados de fora. Aos 45, Felipe Albuquerque saiu pela direita, mas foi parado com falta.

Aos 47, Rodrigão cabeceou bola na área, mas ela saiu pela linha de fundo. Aos 48, em cobrança de falta, Ivan fez ótima defesa e mandou para escanteio.  Aos 50, Rodrigão fez bom lance e passou para Moisés na grande área. Ele bateu cruzado, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 52, o juiz apitou o final do jogo.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ivan; Felipe Albuquerque, Fábio Sanches, Cleylton e Rafael Santos (João Veras); Vini Locatelli, André Luiz (Pedrinho), Fessin (Lucas Candido) e Camilo (Renatinho); Josiel (Rodrigão) e Moisés. Técnico: Gilson Kleina.

Vitória: Ronaldo; Cedric, Mateus Moraes, Marcelo Alves e Pedrinho; João Pedro, Pablo Siles (João Victor)  e Eduardo (Gabriel Bispo); Wesley Pionteck (Soares), David (Guilherme Santos) e Dinei (Samuel Granada).  Técnico: Ramon Menezes.

Gols: Pablo, aos sete do segundo tempo

Arbitragem: Gilberto Rodrigues Castro Junior apitou, com Clovis Amaral da Silva e Ricardo Bezerra Chianca como assistentes. Josue Reis de Jesus Junior foi o quarto árbitro.

Cartões amarelos: Betão (preparador de goleiros da Ponte); Pablo, Guilherme Santos, Dinei e técnico Ramon Menezes (Vitória)

Jogo válido pela  13ª rodada, disputado no Barradão, sem público (nem renda) em virtude da pandemia.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS