Kleina vê evolução no time, que atinge invencibilidade de quatro jogos, e enfatiza: “É importante conseguir uma sequência positiva de resultados, ainda temos um time em construção e tenho certeza que vamos crescer muito tecnicamente”

Foto:PontePress/DiegoAlmeida

Com o empate fora de casa ontem, a Ponte Preta começa a consolidar uma evolução na série B. São quatro jogos sem perder, entre eles a conquista da primeira vitória no Majestoso. O ponto fora de casa tirou a Ponte da última posição e uma nova vitória em casa, nesta terça (6) contra o Avaí, pode levar a equipe para o meio da tabela e firmar o crescimento do time na competição.  

“Se a gente não conseguiu fazer os três pontos, o importante é levar um ponto . A gente não pode achar que empate é bom, mas nas circunstâncias do campeonato, você somar quatro em seis pontos possíveis nos últimos dois jogos, isso é de grande valia. Tem de olhar o contexto. Se você empata fora e consegue ganhar em casa, esse ponto passa a ser de grande importância”, diz o técnico Gilson Kleina.

O treinador destaca a relevância da Macaca estar num período sem derrotas. “É importante conseguir uma sequência positiva de resultados. Ainda temos um time em construção, com jogadores estreando. Mas eu tenho certeza que é uma equipe que vai crescer muito tecnicamente”, afirma.

Sobre a partida em si, GK faz uma análise. “A gente preencheu o meio de campo, fazendo o balanço para que a bola chegasse em condições nos pés do Moisés, para fazer o ‘um para um’. Depois eles mudaram, fizeram a dobra no Moisés, e também veio o desgaste, até em virtude do nosso jogo de quarta-feira, que foi puxado em todos os sentidos. Não tivemos mais finalizações, mas tivemos as melhores oportunidades, a meu ver”, pontua.

Kleina detalha, ainda, que as condições do gramado – que levantava areia praticamente a todo lance – também dificultaram o jogo. “Inspiração com um gramado desse não é fácil, os jogadores se superaram. Claro que queríamos a vitória, mas é um ponto importante pela aplicação do time. O Vila Nova também veio com confiança, colocaram volume, e a gente soube se superar nos momentos de pressão”, avalia.

Questionado sobre o goleiro Ivan, Kliena informa que o atleta já está no processo final de transição. “Ivan ficou trabalhando em Campinas. Retornamos neste domingo, na segunda-feira vamos fazer reunião com o Betão, para ver como está a situação do Ivan, mas eu também vejo o Ygor muito seguro. Tem que ser inteligente, porque temos apenas um treino para um jogo importantíssimo que precisamos fazer de tudo para vencer em casa”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS