Kleina prega confiança e convicção pela vitória: “Vamos resgatar a força no Moisés Lucarelli”

Foto:PontePress/DiegoAlmeida

A Ponte Preta fez nesta terça-feira (29) o último treinamento antes de enfrentar o CSA na tarde de quarta, pela oitava rodada da série B. O foco do elenco é 100% na conquista da primeira vitória e o técnico Gilson Kleina espera um jogo complicado, porém confia no crescimento que o time vem apresentando para conquistar a primeira vitória na competição.

“Não existe jogo fácil e a gente sabe contra o CSA vai enfrentar uma equipe que está muito bem trabalhada, já está há algum tempo com a mesma forma de jogo. Mas nós também estamos evoluindo, também temos a nossa confiança, a nossa convicção. Acho que a gente tem que colocar isso e resgatar uma coisa que eu sempre falo para eles, a força no Moisés Lucarelli”, afirma.

O treinador fala sobre o que espera enfrentar pelos lados do oponente. “A equipe do CSA transita muito bem, tem muitas triangulações pelo lado do campo, é um time muito rápido, agressivo na perda da bola, que posiciona de uma forma quando está com a posse e tem uma outra forma de marcar quando perde a bola. Nós temos que estar bem atentos e a saber neutralizar. Independentemente da formatação do nosso time, o importante é que os jogadores que entrarem estejam mobilizados e motivados para fazer o jogo”, enfatiza.

Kleina acredita que a equipe está muito próxima da primeira vitória e é preciso que ela venha o quanto antes, para que o time comece a subir na tabela de classificação.  “A gente sabe do momento, sabe da nossa adversidade, mas é só através do trabalho, através da convicção, das ideias e conceitos e, principalmente, pela entrega e qualidade dos nossos jogadores que nós vamos superar essa situação e mudar de patamar”, afirma.

Ele conclui: “Infelizmente estamos em uma situação incômoda, a gente não quer ficar nisso, mas a gente sabe que a cada jogo nós vamos crescer. E precisamos dessa primeira vitória até para aflorar tudo. Não que esteja faltando confiança, convicção. Nada disso. Falta é realmente entender que é essa linha de trabalho, que os atletas que nós temos são atletas de qualidade, que podem fazer um campeonato de regularidade, consistente. Esse equilíbrio técnico, tático, físico e emocional vai ser importantíssimo. Nós estamos fazendo todo esse trabalho e deixando o emocional dos nossos atletas forte, porque uma mentalidade forte é o que vai nos possibilitar fazer um jogo de consistência para a gente poder pontuar e subir na tabela.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS