Executivo de Futebol Alarcon Pacheco fala sobre a força do elenco: “Temos um grupo forte e trabalhador, e não tenho dúvida alguma de que a Ponte Preta vai sair dessa situação”

Foto:PontePress/DiegoAlmeida

Depois da tempestade, vem a bonança. E, na opinião do Executivo de Futebol Alarcon Pacheco, a tempestade está passando. “Eu não tenho dúvida alguma de que a Ponte Preta vai sair dessa situação. Nós temos um grupo forte, um grupo trabalhador e uma comissão técnica trabalhadora. O pessoal aqui tem trabalhado bastante e tem se dedicado bastante, diuturnamente, para que a gente possa, juntos, sair dessa situação. E temos certeza de que o mais breve possível a gente vai reverter isso aí em vitórias e vai dar um salto importante na tabela de classificação”, afirma.

Para Pacheco, o time vem se reforçando e, na medida em que as novas peças vão se encaixando, se entrosando e entendendo as propostas do técnico Gilson Kleina, os resultados irão surgir.  “Eu acho que o importante é a gente ter o melhor em campo. Independentemente se foi o que chegou ou o que estava, é procurar sempre definir os melhores que estão para aquele momento, para que a gente possa conquistar bons resultados e sair da situação incômoda em que estamos o quanto antes”, diz.

Ele acrescenta: “Acho que a gente acertou bastante nas contratações, mas é claro que a gente pode ter um resultado muito melhor do que o que foi apresentado até agora. Praticamente nós estamos inserindo os atletas no transcorrer da competição, em meio a uma sequência muito dura entre viagens e jogos. Isso tem dificultado um pouco do entrosamento desses atletas novos que chegaram, mas eu não tenho dúvida de que a gente vai colher bons frutos. Cada um que chegou tem buscado alcançar o seu espaço, trabalhando bastante, se integrando bastante e entrosando com os demais que aqui já estavam para que a gente possa fazer uma Ponte Preta forte.”

O Executivo acrescenta que espera uma evolução rápida neste sentido. “A gente espera que o mais breve possível possamos ter esse entrosamento, uma equipe definida e uma forma de jogar uma identidade. A gente sabe que a identidade da Ponte é de uma equipe forte e que luta sempre, quer seja em casa, quer seja fora de casa. E é isso que almejamos: um time que lute sempre por bons resultados e sempre por vitórias, e as conquiste”, pontua.

Alarcon Pacheco acrescenta que a Ponte ainda tenta identificar outras boas opções no mercado para encorpar o elenco. “Nosso aporte financeiro não subiu tanto em relação ao Paulista, porque procuramos muito efetuar trocas. Liberamos jogadores, muitas vezes, com os valores acima do que aos que chegaram após para fortalecer esse elenco. Então a Ponte Preta tem espaço para novas contratações e estamos  buscando no mercado algumas peças que possam elevar o nosso nível técnico na competição”, explica.

Ele conclui falando sobre a permanência do volante Dawhan, que foi ostensivamente sondado pelo Cruzeiro. “Nós conversamos bastante com os representantes do Dawhan e com o próprio atleta. Mostramos para ele a importância que tem para nossa equipe, mostramos para ele toda aquela história que já fez de bom na Ponte Preta até este momento. E a gente sabe que, mesmo na dificuldade e no momento que nós estamos passando, ele é um atleta muito importante para que possa nos levar a sair dessa situação. Ele entendeu tudo isso, junto com seus representantes e até com seu clube de origem, e preferiu dar continuidade ao trabalho conosco para que possamos, juntos, reverter a situação em que estamos”, finaliza.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS