Renatinho conta que se emocionou ao marcar de novo pela Macaca e ressalta: “Foi só um jogo e ainda têm muitos pela frente em que eu quero ajudar bastante, agora é ir forte contra o Sampaio para conseguir a vitória”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Um golaço, de quem conhece, com consciência e técnica. Foi assim que Renatinho balançou as redes pela primeira vez nesta nova fase pela Ponte Preta. “Foi muito importante, graças a Deus, e estou muito feliz. Estávamos procurando a vitória a todo momento, lutamos até o final, mas foi importante fazer o gol de empate. a emoção foi muito grande e dá confiança para o próximo jogo, para a gente ir forte e conseguir a vitória”, diz o camisa 29.

O meia acrescenta, porém, que no que depender dele outros gols virão. “Foi só um jogo e ainda têm muitos pela frente em que eu quero ajudar bastante. A gente sempre quer dar o nosso melhor e é legal a expectativa do torcedor, isso mostra o carinho deles pelo jogador. Então estamos trabalhando para evoluir bastante a cada jogo e dar essa resposta.”

Renatinho também foi perguntado sobre o posicionamento em que atuou na estreia no Majestoso (e do técnico Gilson Kleina) . O treinador iniciou o jogo sem um homem de referência no ataque, colocando o camisa 29 para atuar mais centralizado e perto da área, sem tanta responsabilidade de marcação.

“É uma posição nova. A gente tem menos função de marcar, mas tem que dar o bote pra fechar o meio também. para o adversário não conseguir entrar. Se o Gilson Kleina determinar para continuar jogando nessa posição, espero ajudar da melhor maneira possível. A ideia é ir evoluindo física e taticamente, aí a técnica vai sobressair nas partidas. A busca é para conciliar tudo”, pontua.

Ele finaliza ressaltando que, por mais difícil que seja a série B, não falta determinação e foco ao elenco para conquistar a vaga para a série A. “A gente quer subir, como fez em 2011. Sabemos das dificuldades do campeonato, esse ano vai ser disputado, mas estamos focados e trabalhando bastante, entendendo o que o  Kleina quer pra dar sequência positiva no campeonato. Na cabeça de todos nós, a meta é o acesso: o clube está buscando reforçar o time ao máximo e a gente também vai procurar evoluir para pegar uma identidade e brigar até o final para voltar à elite”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS