Lateral Felipe Albuquerque ressalta que elenco está muito motivado para conquistar a primeira vitória no Majestoso

Foto:PontePress/DiegoAlmeida

O elenco da Macaca treinou na tarde desta sexta-feira, com o objetivo de fazer um bom jogo contra o Vasco da Gama no domingo e estrear no Majestoso com a primeira vitória da série B. “Com a chegada do Kleina e a semana cheia, estamos trabalhando bastante para corrigir aquilo em que vínhamos pecando em outras partidas.  O treinador nos cobra muito, tenta tirar o máximo de cada jogador e estamos nos entregando ao máximo, acertando e melhorando bastante coisa: o grupo está muito motivado para conseguir a vitória”, destaca o lateral Felipe Albuquerque.

Ele acrescenta que o adversário é perigoso, porém, depois de ter sido derrotada na estreia graças a erros crassos da arbitragem, a equipe alvinegra está pronta para conquistar os primeiros três pontos na competição.  “Enfrentar o Vasco, que já foi campeão brasileiro, alto escalão, é um jogo que vale ainda mais pra nós, pois conseguir um bom resultado dá aquela alavancada, dá muita moral. Gosto de jogar jogo desta magnitude e, por ser em casa,  temos que ir para a vitória”, afirma.

Além disso, diz o atleta, vencer em casa é muito importante para as pretensões da Ponte Preta na competição. “O Brasileiro no ano passado já foi muito disputado, difícil, e nesse ano está mais ainda. Temos que somar o maior número de pontos possível, sempre lutar para não sair com derrota fora de casa e fazer prevalecer o mando de campo em nossos domínios”, pontua Felipe, acrescentando que a meta pessoal dele para esta partida é fazer um bom papel defensivamente e ajudar o ataque a marcar gols.

Apesar de ter apenas 21 anos, o atleta – formado na Base do Grêmio – tem experiência e sabe do que está falando. Ele já disputou a série B no ano passado pelo Brasil de Pelotas, depois voltou ao Grêmio ode jogou não só o Gauchão como também disputou a Libertadores com a camisa do time do Sul.

“Quando surgiu a oferta de vir para a Ponte não pensei duas vezes, é um time grande e aqui acho que tive um bom começo. Nos primeiros jogos joguei improvisado no lado oposto ao que costumo jogar e tinha acabado de me recuperar da Covid, mas consegui fazer boas partidas. Mas sei que tenho muito a melhorar. É só começo da minha carreira aqui e tenho muito a dar pelo time”, conclui.

 

 

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS