Viver e não ter vergonha de ser feliz : Kleina fala sobre o objetivo de conquistar o acesso e prega união com a torcida

Foto:PontePress/DiegoAlmeida

Quando se fala de a Ponte Preta conquistar uma vaga para a série A, o técnico Gilson Kleina tem conhecimento de causa, afinal, foi ele que levou a Macaca à série A em 2011 e por muito pouco não repetiu o feito em 2018.  A meta agora é tirar o “quase” da equação e, para isso, enfatiza o treinador, um dos elementos mais importantes é o comprometimento e adesão de todos em torno do objetivo.

“Quero dizer que a união da Ponte é o mais importante. Temos que fazer que todos acreditem no processo. Que os atletas representem o nosso torcedor, que a gente possa jogar por eles, para trazer o torcedor novamente para o nosso lado. Gonzaguinha foi muito sábio ao dizer ‘Viver e não ter vergonha de ser feliz’. Vamos viver e ser feliz”, enfatiza Kleina.

O treinador faz uma reflexão sobre a própria carreira, na qual completa 17 anos. “O clube que mais treinei foi a Ponte Preta, com 187 jogos até agora. Foi aqui que tivemos grandes desempenhos, como o acesso em 2011, o Brasileiro de 2012, a final do Paulista de 2017, a arrancada épica que tivemos na reta final da Série B de 2018. Minha última passagem, em 2019, foi mediana e não quero isentar minha parcela de culpa. Eu fiz essa reflexão no meu último ano. O passado não vai vir no presente, mas que possa construir no novo ciclo novamente, uma história de conquistas”, pontua.

Kleina acredita que o momento para o retorno dele é ideal, uma vez que irá beneficiar tanto o time quanto o treinador  profissional.  “Eu estou precisando da Ponte e a Ponte está precisando de mim. Essa química é que temos de fazer valer novamente, uma relação em que todos nós temos que crescer. É o que estou me cobrando também. Sempre que passei aqui deixamos algo, não vai ser diferente. Vai ser meu desafio, uma busca constante. Que os jogadores entendam, que façam um grupo vencedor, que não aceitem resultados negativos. Que tenhamos ambição”, prega.

GK enfatiza que será necessário muito empenho na competição em que estreará com a Macaca neste domingo, contra o Vasco. “Das últimas edições, a mais equilibrada está para ser esse ano. Muitos treinadores começaram o trabalho no início do estadual, aconteceram algumas trocas agora, como foi com a Ponte. Não podemos cravar hoje que a camisa que vai subir. Se não tiver uma gestão, um planejamento, isso já gera adversidade. Série B tem particularidade. Mas são quatro títulos. Do primeiro ao quarto, todos vão conquistar algo”, diz.

Ele acrescenta: “Claro que ser campeão coroa a campanha. Nós perdemos para o Brusque, mas é bom salientar que eles estão juntos há quase quatro anos, desde a Série D. Vamos pensar um jogo de cada vez. Sabemos os objetivos do Vasco, mas os nossos objetivos precisam ser mais fortes do que qualquer adversário. Que o ajuste aconteça o mais rápido possível para a gente encontrar uma regularidade.”

Neste sentido, Kleina faz um acréscimo importante. “Quando a Ponte entra em qualquer competição, somos cobrados para fazer o melhor, levar às conquistas dentro do campeonato, e claro que na Série B é buscar o acesso. Mas peço para a gente viver o processo agora. Se esse processo já encaixar no próximo jogo, melhor. Se puder fazer futebol de resultado, muito bom. Se puder ter resultado e desempenho, fica mais fácil de poder evoluir. Hoje é o equilíbrio do ajuste desse time. Não vamos perder para a vaidade. Se optar por uma situação, vai ser para voltar a confiança de todos. Sabemos que a torcida da Ponte quer sempre ver o time lá em cima, e a gente mais do que nunca, mas é pregar um jogo de cada vez, entregar trabalho, viver um dia de cada vez”, afirma.

O técnico conclui falando sobre o elenco e possíveis reforços. “Tudo que foi colocado sobre contratação é queremos não apenas para agregar, mas para chegar, vestir a camisa e qualificar o time.  E mais, se vai ter contratação ou não, o importante é todos saberem que são importantes no grupo. Tivemos uma conversa olho no olho com os jogadores para passar o espírito que vamos tentar implementar daqui para a frente”, finaliza.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS