Ponte perde o primeiro jogo da sequência em casa e quer reabilitação imediata contra o Mirassol

Foto:PontePress/Álvaro Jr.

A Ponte Preta sofreu um revés no primeiro dos dois jogos em sequência que faz no Majestoso. A Macaca tomou um gol do adversário aos dez minutos do primeiro tempo, em um momento em que era melhor na partida, e não conseguiu o empate, apesar dos vários momentos de blitz e pressão sobe o adversário – na melhor chance, no final do segundo tempo, Bruno Michel limpou quatro jogadores da equipe adversária e deixou para Apodi, mas o latral não conseguiu concluir.

Agora, o foco da Ponte Preta, que permanece na terceira posição da chave B  (a um ponto da segunda colocado, a Ferroviária) é vencer o Mirassol às 21 horas desta quinta-feira (29), mais uma vez no Majestoso. “Sabíamos que seria um jogo difícil, o time deles veio fechado. Não temos que ficar falando agora, é trabalhar, porque jogando em casa não poderíamos perder ponto e quinta-feira tem mais uma partida complicada, na qual precisamos ir buscar a vitória”, diz o atacante Moisés.

O jogo

A Ponte começou indo para cima antes mesmo do primeiro minuto, com Camilo chegando a linha de fundo, mas sendo travado na hora do cruzamento e a bola saindo para escanteio. Yuri cobrou na área, mas o juiz acabou vendo uma falta de ataque. Aos dois,contra-ataque da Macaca com Pedrinho, que foi parado com falta.

Aos cinco, boa chance alvinegra. Pedrinho acionou Apodi pela direita. O lateral invadiu a área e bateu cruzado, mas o goleiro adversário pegou. Aos seis, Pedrinho partiu para cima da marcação e acabou sofrendo falta. Yuri cobrou fechado e a zaga desviou de cabeça, mandando a bola para escanteio. Na cobrança, aos nove, Camilo mandou na primeira trave e Rayan desviou para o meio da área. Ruan Renato chutou, mas ela saiu por cima do gol.

O bom momento era da Ponte, mas quem marcou foi a Inter, com chute do ex-pontepretano Roger, sem chance de defesa para Ygor Vinhas. A Ponte não ficou amargando o prejuízo e tentou o empate já aos 14, quando Moisés acionou Léo Naldi pela direita e a zaga tirou para escanteio. Camilo cobrou na área, mas a defesa adversária interceptou.

Aos21,  Moisés saiu em rapidez, cortou para o meio e chutou, mas bola explodiu na zaga adversária. Aos 28, saiu o  gol de empate, mas o juiz anulou. Após bate e rebate na área, Barreto mandou para o fundo das redes, mas, o juiz acabou marcando impedimento, confirmado pelo VAR. Aos 31, Apodi pegou bola na área e rolou para trás para Paulo Sérgio chutar, com a zaga mandando para escanteio.

A Macaca continuou a Bitz ainda aos 31, com Moisés pegando uma sobra e, driblando u m adversário. O atacante tentou tirar também do goleiro Jefferson Paulino, mas acabou no chão, sem que o árbitro nada marcasse. Aos 32, nova chegada da Ponte pela direita, com Apodi cruzando e e zaga da Inter mandando para escanteio. Camilo cobrou na para a área e Ruan Renato cabeceou firme, mas o camisa 1 do oponente segurou.

Aos 42, quase veio o empate. Moisés recebeu de Camilo na área, ajeitou e bateu com força, mas mais uma vez o goleiro evitou o gol pontepretano. Aos 44, Barreto foi derrubado na intermediária e  Yuri cobrou para Ruan Renato na área, mas ela saiu. Aos 46, no último lance da etapa inicial.  Moisés recebeu na esquerda e cruzou, com a zaga mandando para escanteio. Camilo cobrou na área, mas mais uma vez a defesa oponente cortou.

No segundo tempo, aos dois Léo Naldi mandou pra área adversária, mas a zaga tirou. Aos quatro,  Camilo acionou Apodi, que cortou para o meio e bateu, mas a bola foi para fora. Aos nove, Barreto madou para Camilo dentro da área e o camisa 10 bateu firme, mas o jogador da Inter se jogou na bola e impediu a conclusão. Aos nov, Yuri cobrou falta na segunda trave e Ruan Renato desviou para o meio da área, mas o goleiro pegou. Aos 13, Apodi cruzou para Paulo Sérgio cabecear, mas o camisa 1 pegou.

Aos 20, bom lance com Moisés, mas o goleiro pegou.  Na sequência, Paulo Sérgio buscou inversão para Moisés, mas a bola saiu muito forte e acabou indo para a lateral. Aos 24, Thalles mandou para Apodi, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Na sequência, a Macaca mandou a bola para a área, mas a zaga tirou. No minuto seguinte, Pedrinho recebeu na área e tentou sair da marcação, mas a defesa cortou e mandou a bola longe.  Aos 38, Camilo levantou na área, mas o goleiro interceptou. Aos 40, Bruno Michel passou por quatro atletas adversários e rolou para Apodi, mas o lateral não conseguiu concluir.

Aos 45, Bruno Michel mandou para Renan Mota, que tentou de primeira, mas mandou direto pela linha de fundo,

 

 

 

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ygor Vinhas, Apodi, Rayan, Ruan Renato e Yuri; Barreto e Léo Naldi (Thalles); Pedrinho (Bruno Michel), Camilo (Renan Motta) e Moisés; Paulo Sérgio (Robinho). Técnico: Fábio Moreno.

Inter de Limeira:  Jefferson Paulino, Matheus Alexandre, Renan Fonseca, Lucas Balardin e Rafael Santos; Igor Henrique (Pedro do Rio), Thiaguinho (Pedro do Rio) e Rondinelly; Lucas Batatinha (Bruno Xavier), Felipe Saraiva (Wellington) e Roger. Técnico: Thiago Carpini.

Gols: Roger abriu para Inter, aos 10 minutos do primeiro tempo;

Arbitragem:  Fabiano Monteiro dos Santos apitou, tendo como auxiliares: Luiz Alberto Andrini Nogueira e Alex Alexandrino. O quarto árbitro foi Ilbert Estevam da Silva e José Cláudio Rocha Filho comandou o VAR.

Cartões amarelos: Rayan, Thalles (Ponte); Igor Henrique (Inter)

Jogo válido pela oitava rodada do Paulistão, realizado no Majestoso, sem público (nem renda) em virtude da pandemia.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS