De origem simples e com promessa de muita dedicação, atacante Niltinho já treina com o elenco: “Fui criado na favela, tive muitos obstáculos para chegar onde cheguei e estou feliz em estar aqui na Ponte, motivado para ir atrás de sonhos e objetivos”

Foto:PontePress/DiegoAlmeida​

O atacante Niltinho chegou para exames no sábado, no domingo de Páscoa fez um treinamento exclusivo e hoje (5) já se integrou ao elenco, treinando forte para estrear assim que possível. Nascido na capital paulista e com uma carreira que já o levou a países como Coréia e Portugal, o jogador conta que está muito feliz em estar na Ponte Preta e promete muito empenho para balançar as redes pelo clube.

“A Ponte é enorme, fiquei muito feliz quando recebi o convite e mais feliz ainda quando vi essa estrutura preparada para a gente fazer ótimos campeonatos. Temos muito obstáculos pela frente, mas acredite, somos grandes e vamos em busca da vitória. A torcida pode esperar muita raça, finalizações, dribles, correr, marcar. É 100% de dedicação. Se eu fosse torcedor, seria o que eu iria esperar do atleta e é isso que vou fazer: correr pelos meus colegas, pela torcida, pela minha família. Foi para isso que vim pra cá”, diz.

Aos 27 anos, o atacante tem a vida marcada pela dedicação para crescer na profissão. “Sou um menino sonhador, desde pequeno. Fui criado em comunidade, na favela de SP. Nada pra mim foi fácil na vida, tive muitos obstáculo para chegar onde cheguei. Batalhei, tive muita ajuda de amigos e principalmente família”, conta Niltinho.

Ele faz um breve resumo da própria trajetória. “Passei por alguns clubes, fiz Base no São Caetano, onde tive sucesso e a possibilidade de estrear como profissional. Fui pro Volta Redonda, onde no primeiro ano fui revelação do Campeonato Carioca. Depois estive na coréia do sul, passei por Portugal recentemente, onde por três temporadas atuei em alto nível contra grandes equipes do futebol português. Hoje estou feliz, me encontro perto da minha família, na Ponte Preta, e isso me deixa mais motivado para ir atrás de meus sonhos e objetivos”, destaca.

O jogador conclui falando sobre a importância que vê em jogar na Macaca e diz que está pronto para enfrentar os adversários. “Tenho noção que a Ponte é grande e quando entrar em campo vão querer roubar meu lugar, mas não vão, não vai ser fácil. Vou pra cima deles, vou mostrar porque cheguei aqui. Vai ser uma missão difícil, mas acredito que com a ajuda dos meus companheiros sairemos sempre vitoriosos dentro de campo”, finaliza.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS