Apodi destaca: “Estamos aproveitando cada momento para que todos estejam na melhor condição e bem para representar a Ponte quando começar o Paulista”

Foto:PontePress/DiegoAlmeida

A Ponte Preta segue a rotina intensa da pré-temporada, em Itu, totalmente focada para o início do Campeonato Paulista. Na manhã deste domingo (20), por sinal, está previsto um jogo-treino da Macaca contra o Velo Clube, de Rio Claro. Para o lateral Apodi, o período de pré temporada é fundamental para que a equipe inicie bem a competição –  a equipe comandada por Fábio Moreno estreia na noite de 27 de fevereiro, um sábado, contra o Novorizontino no estádio adversário.  

“Os treinamentos estão sendo ótimos. Estamos procurando aproveitar todos os momentos para que estejamos na melhor condição e bem para representar a Ponte quando começarem os jogos do Paulista. Nosso objetivo é primeiro buscar a classificação e depois brigar pelo título, que a Ponte ainda não tem. Ano passado tivemos um grupo que gerou grande expectativa e não conseguimos, mas acredito que agora temos um grupo mais coeso, com  a mesma qualidade ou maior, e espero que possamos ter mais regularidade e buscar nossos objetivos”, pontua.

Elogiado pelo desempenho que teve no ano passado e um dos jogadores que a Macaca considerava fundamental manter da chamada espinha dorsal da equipe, Apodi quer fazer mais em 2021 do que na última temporada. “Gostaria de fazer mais gols neste ano. Claro que vou procurar sempre estar em campo, jogando bem, vou me preparar ao máximo para jogar tanto ou mais do que já joguei para ajudar a Ponte”, reforça.

Com 34 anos, o lateral surpreende pela velocidade e boa forma que exibe em campo, se dedicando sempre ao máximo em cada partida. “Acho que sou geneticamente privilegiado, quase não tive lesões graves, mas trabalho muito no dia a dia para isso, me entrego nos treinamentos. O trabalho forte no cotidiano me capacita a desempenhar meu trabalho dentro do campo. Acho que até uns 38 tenho fôlego pra me manter jogando em alto nível”, brinca, acrescentando: “Agora é foco no Paulista e depois prioridade máxima pra subir no Brasileiro. Seria muito importante pra mim conseguir um título aqui.”

O lateral fala ainda sobre a renovação do contrato dele com a Macaca, após a última temporada – ele foi um dos primeiros a assinar para o não de 2021. “O projeto da Ponte é importante. Eu tinha outras possibilidades, conversei com Fábio Moreno, depois com o presidente Tiãozinho e a diretoria. Confio plenamente que vai ser um ano importante para alcançarmos objetivos. A Ponte tem uma camisa de peso e sempre gosto de ficar mais de uma temporada no clube.  Acho que o pessoal mais experiente pode agregar dentro e fora do campo, espero que possamos fazer isso neste ano e conquistar nosso objetivos”, diz.

Ele conclui explanando um pouco sobre a relevância do técnico Fábio Moreno na decisão em permanecer na Macaca. “O Fábio eu já conhecia desde o começo da temporada, temos uma relação muito boa. Ele assumiu equipe em momento difícil da competição e soube trabalhar bem o grupo, é um cara importante. Conversamos na reta final da série B e ele já expos que queria que eu ficasse e isso fez diferença”, revela.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS