Prestes a disputar o primeiro Paulistão desde o início, atacante Moisés conta qual gol gostou mais dos três que fez na última partida da série B e diz que vai trabalhar para evoluir ainda mais: “E se Deus permitir, vou fazer muitos gols pela Ponte”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Autor de três dos sete gols da Macaca na última partida do Brasileiro, o atacante Moisés se prepara para um novo desafio na carreira: o Campeonato Paulista. A Macaca volta aos treinos neste dia 8, após os atletas receberem uma semana de folga. O jogador, no entanto, passou o período já pensando na nova competição.

“Meu foco é no Paulistão, vou buscar dar meu melhor. Será meu primeiro Paulista desde o início, antes disputei o Catarinense, agora iniciarei uma nova caminhada. O campeonato de São Paulo é um dos mais difíceis do Brasil, sempre acompanhei pela TV, tem grandes clubes se enfrentando. Quero manter o trabalho firme e buscar crescer cada vez mais”, diz.

Moisés ressalta que o crescimento como atleta é uma grande meta para a nova temporada. “Quero sempre evoluir. É mais uma temporada e, claro, pro atacante fazer gol é a melhor coisa que tem. Então quero trabalhar junto com a equipe, nos firmarmos como um time forte e, se Deus permitir, quero fazer muitos gols no Paulista”, ressalta.

Por sinal, quando o assunto é gol, Moisés não se furta a escolher o favorito dele entre os três que anotou contra o Figueirense. “Apesar de não termos conseguido o acesso, foi um último jogo digno e fiquei feliz com os três gols que fiz. O terceiro foi o mais bonito. Na hora do lance, pude chapar a bola e pra mim foi um gol normal. Depois, no vídeo, é que vi que foi um golaço”, conta.

Morro da Fumaça

Moisés conta que está passando o período de descanso na cidade natal, a catarinense Morro da Fumaça, curtindo um pouco a família e a namorada. Por sinal, o jogador aproveitou para matar a saudade da comida da mãe, em especial a iguaria regional: polenta e galinha ensopada. Mas sem exageros.

“Para o jogador, sempre a alimentação é fundamental, estando de férias ou não. Então tem um dia pra comer o que tu gosta, nos outros tem que ser super-rígido . São só oito dias sem treino, parece pouco, mas não é: tem que dar aquela segurada”, enfatiza.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS