Questão de honra: Fábio Moreno destaca que time não vai baixar a cabeça mesmo com a dificuldade para alcançar o acesso

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Com o empate com o Cuiabá na tarde de ontem tornou o caminho para o aceso mais árduo, ainda que matematicamente ele ainda seja possível. Para o técnico Fábio Moreno, porém, a equipe alvinegra deve seguir fazendo o seu melhor para honrar a camisa da Ponte Preta. “Ontem saímos muito descontentes pelo resultado,pois trabalhamos pela vitória,  mas independentemente da sequência da tabela e do restante da competição,  temos que seguir lutando para sermos evoluirmos, de fazermos melhor e não baixar a cabeça mesmo que o campeonato mostre que vai ser cada vez mais difícil o acesso”, pontua.

O treinador ressalta que, ainda que tenha perdido pontos importantes, a Ponte precisa continuar focando jogo a jogo para vencer. “A vontade dos jogadores de uma melhor posição na tábua de classificação às vezes gera uma ansiedade exagerada. O jogador tem que estar tranquilo, num melhor estado de concentração, e quando isso às vezes isso não ocorre vai na força, na determinação. Temos que ter tranqüilidade e focar em vencer o próximo jogo”, diz.

O comandante pontepretano ressalta que essa ansiedade não pode atrapalhar o foco em campo. “Temos que estar sempre atento, não tem perdão quando a gente falha. Quando se tem um vacilo, tomamos o gol e temos que correr dobrado. Infelizmente tanto ontem quanto no dérbi tivemos chances, poderíamos ter matado o jogo em alguns momentos, mas não conseguimos.”

Apesar de a Ponte estar em um viés de melhora sob o comando de Moreno – se antes a Macaca saía na maioria das vezes atrás, nos últimos jogos o time marcou o primeiro gole no confronto em que saiu atrás, venceu – ainda é necessário evoluir mais. “É o equilíbrio que estamos buscando. Correr atrás do resultado gera desconforto muito grande, a gente buscava melhorar nesse quesito e melhorou. Mas ainda precisamos segurar um pouco mais  resultado, estamos tomando o empate muitas vezes minutos após termos marcado. Se conseguirmos segurar mais, o adversário vai se expor mais e vamos conseguir alargar o placar”, acredita.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS