Primeiro dérbi do ano termina empatado em 1 a 1 e Macaca agora quer bater o Cuiabá na segunda para continuar lutando pelo acesso

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

O primeiro dérbi de  2021, disputado na casa do rival, terminou empatado em 1 a 1 – Matheus Peixoto marcou o tento da Macaca, que saiu na frente ainda na primeira etapa. Com o resultado, a Ponte se mantém na sétima posição, com 47 pontos, e no momento a quatro pontos do G4 – situação que pode mudar com o complemento da rodada.

“A gente trabalhou firme, tivemos contra-ataque para matar o jogo, mas infelizmente não conseguimos ampliar Queríamos a vitória para continuar brigando lá em cima, mas não tem nada perdido. Ainda estamos vivos, são muitos confrontos diretos e repito: não tem nada perdido ainda não”, diz Peixoto.

A Ponte Preta volta a campo na próxima segunda-feira (11), às 17h30, no Majestoso contra o Cuiabá, em mais um chamado jogo de seis pontos – o adversário está no momento com 51 pontos, na quinta posição e com a mesma pontuação do quarto colocado.

O jogo

A Ponte começou a partida com boa marcação e desarmando o adversário. Aos cinco, boa trama da Macaca no ataque. Bruno Rodrigues se livrou da marcação e passou para Pato, que levantou na área, mas a defesa adversária cortou. Aos seis, Camilo se ivrou de marcação em frente área e mandou um belo chute, que passou lambendo a trave esquerda do rival.

Aos oito, Camilo teve nova chance após cruzamento de Lazaroni, mas foi travado no chute. Aos 12, susto: o adversário meteu uma bomba dentro da área e Ygor Vinhas fez uma defesa brilhante, impedindo o gol oponente. Aos 23, Camilo mais uma vez quase abriu o placar: o camisa 10 dominou no canto da área e chutou colocado. O goleiro adversário fez uma defesa de jogo de vôlei para impedir o gol.

Aos 25, o gol da Macaca saiu, dos pés de Matheus Peixoto. Zanocelo pegou bola na saída do time adversário e mandou para Camilo. O meia passou para Bruno Rodrigues, que mandou para o camisa 29 chutar cruzado, sem chance de defesa. Ponte 1  a 0.

O adversário veio para cima,mas a Macaca jogava com tranqüilidade e marcava  bem. Aos 34, Bruno Rodrigues saiu bem, mas colocou a bola para fora para atendimento a Camilo, que havia se chocado com adversário dentro da área da Macaca. Aos 38, Camilo conduziu bom contra-ataque e mandou para Bruno Rodrigues, mas o atacante não alcançou. Aos 48, o juiz marcou o final da etapa inicial.

No segundo tempo, ainda no primeiro minuto Peixoto chutou para o gol adversário, mas o goleiro defendeu. Na sequência, Lazaroni avançou desde o campo de defesa, mas foi parado na intermediária com falta.

Aos quatro, a Ponte desce em contra-ataque. Bruno Rodrigues tocou para Barreto, que bateu firme, mas o goleiro defendeu.  Aos 14, saiu o gol de empate do adversário, em um chute forte no ângulo, sem defesa para Ygor Vinhas.

Aos 18,  Neto Moura marcou a saída de bola adversária, o goleiro oponente chutou em cima dele e a bola quase entrou. Aos 27,Lazaroni cruzou, mas a zaga oponente cortou. Aos 31, em lindo lance, Barreto lançou para Bruno Rodrigues, que  pegou bola em alta velocidade, limpou o zagueiro e chutou cruzado, mas a bola saiu.

Aos 41, João Veras pegou bola de erro de saída do goleiro e chutou, mas o zagueiro oponente conseguiu travar o chute do pontepretano. Aos 44, Bruno Rodrigues pegou a bola em velocidade e ia ficar cara a cara com o goleiro adversário quando foi derrubado por trás, no bico da área, por Walber, que foi expulso pela falta.

Rodrigues cobrou e a bola desviou na barreira e foi para escanteio. Na cobrança, a bola foi para a área e Dawhan cabeceou, mas ela saiu pela liha de fundo. Aos 46, Yuri cabeceou para a área e João Veras, bem marcado, conseguiu dar uma bicicleta, mas a bola saiu por cima do travessão. Aos 50, o juiz apitou o fim do jogo. 1 a 1.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ygor Vinhas; Apodi (Leo Pereira), Luizão, Wellington Carvalho e Guilherme Lazaroni; Barreto, Vinícius Zanocelo(Dawhan) e Camilo (Neto Moura); Bruno Rodrigues, Guilherme Pato (Yuri) e Matheus Peixoto (Veras). Técnico: Fábio Moreno.

Guarani:  Gabriel; Mateus Ludke, Wálber, Didi e Bidu (Eliel); Bruno Silva (Deivid), Lucas Crispim (Rickson) e Murilo Rangel; Waguininho (Lucas Abreu), Matheus Souza e Renanzinho (Gyovani). Técnico: Felipe Conceição.

Gols:  Matheus Peixoto, aos 25 do primeiro tempo; Matheus Ludke, aos 14 do segundo,

Arbitragem:  Héber Roberto Lopes apitou, com Ivan Carlos Bohn e Eder Alexandre como assistentes. Salim Fende Chavez foi o quarto árbitro.

Cartões amarelos:  Ygor Vinhas, João Veras e Neto Moura  (Ponte); Felipe Conceição (Guarani)

Cartão Vermelho: Renato Nunes(preparador físico) e Walber (ambos do Guarani)

Partida válida pela 33ª rodada da série B, realizada no Brinco de Ouro, sem público (nem renda) em virtude da pandemia.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS