Autor do primeiro gol no último jogo, Luizão afirma: “Nossa expectativa é a melhor possível, se conseguirmos manter o foco e a dedicação dos últimos jogos, com certeza buscaremos um grande resultado”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta treina hoje em Porto Alegre, de onde seguirá ainda nesta terça até Caxias do Sul para enfrentar o Juventude , na tarde de quarta (30). O confronto é de seis pontos, contra o quarto colocado da série B e uma vitória é crucial, pois a Macaca neste momento está a três pontos dos quatro primeiros. Assim, o empenho e a concentração do elenco são totais para conseguir trazer de volta a Campinas um resultado positivo.

“Não temos outra expectativa que não seja a melhor possível, pelo fato de estarmos vindo de duas vitórias e pela atitude da nossa equipe.  Sabemos que é um jogo difícil, mas se nós conseguirmos manter esse foco e dedicação dos últimos jogos, com certeza buscaremos um grande resultados”, diz o zagueiro Luizão, autor de um dos gols da vitória de 2 a 1 da Macaca contra o Cruzeiro, na última rodada.

Ele ressalta a importância do confronto marcado para às 21h30 da quarta-feira. “É uma partida muito importante, como foram as anteriores e serão as próximas. Apesar de termos tido uma sequência negativa anteriormente,emendamos duas vitórias seguidas e o campeonato nos proporcionou lutar pelo acesso. Estamos a três pontos do Juventude e é um confronto direto, então estamos focados para vencer novamente. Precisamos ter empenho, dedicação e humildade para buscar não só dois, três, quatro jogos de invencibilidade, como também a vaga no G4”, diz.

Mudança de postura

Na opinião do jogador, o grande motivador das vitórias recentes da Macaca foi uma mudança de conduta d time, que ele atribui tanto ao técnico Fábio Moreno quanto aos próprios jogadores. “O Fabio conhece jogadores os jogadores há um bom tempo, mas não só por ele e o Sandro como toda a equipe teve uma mudança de postura. Nós, do elenco, tivemos uma conversa bem franca, olho no olho, ressaltando que pela qualidade dos atletas que temos não podíamos estar oscilando”, explica.

O jogador também vê uma mudança de comportamento no setor defensivo após achegada de Moreno, com o time “mais compacto, menos exposto”, mas faz questão de não comparar estilos entre os treinadores que comandaram a Ponte  neste ano. “Temos que olhar  para a frente, não adianta olhar para trás e pensar no passado: é focar daqui pra frente, no adversário. Tenho falado e repito: vamos estar brigando no G4 nestas rodadas finais e temos condições de subir.”

Luizão finaliza comentando sobre a volta com gol após o período de lesão e dizendo que já está pronto para atuar pelo tempo que o time precisar dele.  “Lesões ocorrem em todas as competições, por mais que nós, atletas, nos cuidemos para evitar. Não tenho histórico de lesões que me deixem fora, mas nesse calendário apertado e pelo fato de que vinha jogando numa sequência de dez partidas, entendo que acontece. Contudo, estou focado e 100% recuperado se o Fábio precisar de mim. É ele que define o titular, todos os zagueiros estão se empenhando e o treinador decide no detalhe, de acordo com o que precisa e gosta para a partida”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS