Após vencer o Cruzeiro sem sete titulares e ficar a três pontos do G4, Fábio Moreno quer Ponte com pés no chão para enfrentar o Juventude: “Foco é manter a atenção, trabalho, seriedade e comprometimento, vamos passo a passo buscar três pontos até atingir a pontuação necessária para o acesso”

Foto: PontePress/ÁlvaroJr

Com sete titulares fora do jogo, contra um adversário com poderio econômico muito maior e saindo atrás no placar, a Ponte Preta venceu o Cruzeiro na noite de ontem e encurtou a distância para o G4 da competição para três pontos. E, na próxima quarta (30), a Macaca irá enfrentar justamente o quarto colocado, em uma definição clássica de um “jogo de seis pontos”. Por isso mesmo, para o técnico Fábio Moreno, o momento é de conter qualquer tipo de entusiasmo e manter todo o foco em uma nova vitória.

“Será um confronto direto, contra um adversário muito qualificado, contra o qual já tivemos problemas antes. Então nosso foco é manter a atenção,os pés no chão, trabalho, seriedade e comprometimento. A entrega dos nossos jogadores nas últimas partidas é algo que se vê a olho nu, olhamos no campo e vemos que estão se dedicando ao máximo para honrar a camisa. Então ninguém abaixa a cabeça e vamos continuar trabalhando sério e com humildade. Entramos na série B com um objetivo e ele nunca mudou, mas seguimos sempre pensando no próximo jogo, que agora será de seis pontos, e temos que trabalhar desejando a vitória”, pontua.

O treinador reforça que acredita que a equipe pode subir, mas que essa discussão é secundária, uma vez primeiro é preciso vencer o próximo confronto. “Estamos a três pontos do G4, recuperando a confiança dia a dia, reunião a reunião, treino a treino, jogo a jogo.  Já treinamos nesta quarta, agora tem Natal e depois é pensar no Juventude com consciência, tranqüilidade, sem nos empolgar. Vamos devagar, passo a passo, buscar os três pontos até atingir a pontuação necessária para o acesso”, afirma.

Cruzeiro

Sobre o confronto de ontem, Moreno faz uma avaliação. “Mesmo no primeiro tempo, quando estávamos perdendo, tivemos 70% de posse de bola e, após o intervalo, mais que o dobro de finalizações do que eles.  Tivemos coragem, atitude de arrisca,r de tentar. Vencer o Cruzeiro, uma grande equipe, com um treinador que é referência, ídolo, nos orgulha. Não nos deixa empolgados, pois sabemos a dificuldade do Campeonato e o que buscamos, mas deixa nosso Natal muito mais leve. Aliás, desejo ao nosso torcedor um Feliz Natal e que a nossa equipe tenha contribuído com a felicidade de todos”, diz.

Moreno fala ainda sobre o fato de, apesar de Macaca ter saído atrás, ter conseguido virar, o que pra ele é uma demonstração do empenho do elenco. “Claro que o ideal é não sair atrás, pois recuperar é sempre mais difícil, demanda um grande esforço. Mas a virada mostra força, a grandeza do nosso elenco e do trabalho feito de maneira honesta. Nos rrecuperarmos diante de uma equipe de qualidade como o Cruzeiro mostra que os jogadores estão focados, todos, no campo ou no banco, na mesma sintonia, na mesma corrente”, acredita.

Ele finaliza: “Como disse aos atletas ontem, há jogos em que atuamos bem e perdemos, outros em que atuamos mal e ganhamos, os que se perde porque se atua mal, e ontem, graças ao esforço e dedicação de todos, foi uma partida em que jogamos e ganhamos. Agora é focar no próximo jogo.”

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS