Com gols de Bruno Rodrigues e Camilo, Ponte vence o Paraná por 2 a 1, sobe para a sexta posição e dorme a um ponto do G4

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta se reencontrou com a vitória na noite desta sexta (4), no Majestoso. Com gols de Bruno Rodrigues e Camilo, a Macaca venceu o Paraná por 2 a 1 e, com o resultado, subiu para a sexta posição na tabela e dorme a um ponto do G4. A distância ainda pode mudar com o complemento da rodada, no final de semana, mas o time do treinador Marcelo Oliveira deverá ficar colado aos quatro primeiros até às 19h15 da próxima terça-feira (8), quando enfrentará o Botafogo, em Ribeirão Preto.

O jogo

A Ponte Preta começou o jogo pressionando a saída de bola do adversário e já tentando chegar ao gol. Aos dois, Bruno Rodrigues mandou cruzamento para o gol e o camisa 1 adversário colocou para escanteio. No lance seguinte, após a cobrança, Wellington Carvalho bateu para o gol, mas o camisa 1 pegou.

Aos seis, João Veras pressionou o goleiro adversário e quase tomou a bola do arqueiro para marcar o primeiro. E aos dez, o gol saiu: Apodi fez tabela com Pato, que cruzou para Bruno Rodrigues fazer um golaço, no ângulo. 1 a 0.

Em desespero, o adversário veio para cima e, após cobrança de falta, mandou uma cabeceada venenosa para o gol, mas Ygor Vinhas fez bela defesa. Aos 18, Camilo fez longo cruzamento da esquerda e João Veras cabeceou, mas a bola saiu pela linha de findo. Na sequência, em lance parecido, foi a vez de Pato cabecear,  mas também sem conseguir balançar as redes.

Aos 22, quase sai o segundo, em cabeceada de Dahwan que o goleiro, com dificuldade, mandou para escanteio. Aos 27, Lazaroni chegou ao ataque, mas foi derrubado por trás por jogador adversário, que recebeu um amarelo. Aos 39, Camilo levantou na área e Dahwan cabeceou, mas a zaga oponente cortou.

Aos 42, o Paraná empatou, aprioveitando uma bola de rebote após cobrança de falta. Aos 44, Neto Moura lançou Apodi, que cruzou na segunda trave. João Veras subiu de cabeça, mas a bola saiu pela linha de fundo.  O primeiro tempo terminou com tudo igual no placar.

Na etapa complementar, Marcelo Oliveira voltou a campo com Moisés no lugar de Pato. Aos três, bom lance alvinegro, que terminou com Apodi mandando para a área, mas a zaga tirou. Na sequência, Bruno Rodrigues chegava à área adversária, mas o juiz marcou impedimento.

Aos 15, boa jogada alvinegra, com Camilo passando para Moisés, mas o atacante foi travado na hora da conclusão. Aos 17, a Ponte ampliou. Luís Oyama fez belo passe para Bruno Rodrigues sair pela esquerda e dar uma assistência – a nona dele na competição – com precisão para Camilo, que mandou de cabeça para o fundo do gol paranista.

A Ponte continuou pressionando e  tentando chegar ao terceiro. Aos 29, Veras chutou, mas o goleiro pegou. Aos 31, após escanteio, Moisés mandou um petardo na trave. No minuto seguinte, mais uma vez Moisés chutou, após passe de Bruno Rodrigues, mas o goleiro pegou. Aos 37, Veras protagonizou um lance diferente ao dar dois chapéus seguidos no adversário, mas no segundo a bola acabou tocando na mão do atacante e o juiz marcou falta. O jogo seguiu até os 50, com a Ponte controlando e tentando abrir espaços no campo adversário para chegar ao terceiro gol, que acabou não vindo. Placar final: Ponte Preta 2 x 1 Paraná.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ygor Vinhas; Apodi, Wellington Carvalho, Ruan Renato e Lazaroni (Yuri); Dawhan (Luís Oyama), Neto Moura e Camilo (Luan Dias); Guilherme Pato (Moisés), João Veras (Wanderley) e Bruno Rodrigues. Técnico: Marcelo Oliveira.

Paraná: Filipe; Kaio, Rafael Lima, Hurtado e Juninho; Jhony Douglas (Léo Castro), Karl (Kazu), Luan (Higor Mlitão), Vitinho Mesquita (Guilherme Biteco) e Renan Bressan; Wandson (Lucas Sene). Técnico (interino): Vitor Hugo Annes.

Gols: No primeiro tempo, Bruno Rodrigues aos dez pela Ponte e Jhony Douglas aos 42; no segundo tempo, Camilo aos 17

Arbitragem:  Gilberto Rodrigues Castro Junior apitou, com Clóvis Amaral da Silva e Humberto Martins Dias Silva como assistentes. O quarto árbitro foi Humberto José Junior.

Cartão amarelo: Vitinho Mesquita (Paraná)

Cartão Vermelho: Vitor Hugo Annes, técnico interino do Paraná

Jogo válido pela 26ª rodada, realizado no Majestoso sem público (nem renda) em virtude da pandemia de coronavírus

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS