Ruan Renato diz que paciência será crucial no jogo de sexta e ressalta: “A rodada tem confronto direto de nossos concorrentes e é importante conquistarmos os três pontos no Majestoso”

Foto:PontePress

O zagueiro Ruan Renato estreou bem com a camisa alvinegra na última rodada, no empate contra o América em 1 a 1, e já é presença garantida entre os titulares no confronto da tarde desta sexta-feira (13), contra o Brasil de Pelotas.  Treinando firme e prometendo dar em campo o melhor de si, o atleta espera uma partida complicada contra o time do Sul, porém acredita em uma vitória alvinegra e ressalta o quanto esse resultado é importante.

“É uma rodada que pode ser muito boa pra gente, com confrontos diretos dos concorrentes, então os três pontos são muito importantes pra gente, principalmente dentro de casa. Temos expectativa de fazer um bom jogo, vencer e convencer, para ganharmos posições na tabela e  mais confiança pras próximas rodadas”, ressalta.

O defensor se refere ao fato de que, no sábado (14), haverá dois jogos cujos resultados podem beneficiar a Macaca. O Juventude (com 34 pontos, na quarta posição) enfrenta o Sampaio Correa (com a mesma pontuação da Macaca, 31, mas uma posição acima – a quinta – por critérios). O outro confronto é entre América-MG e Cuiabá, respectivamente segundo e terceiro colocado (ambos com 36 pontos).

Para vencer, porém, Ruan Renato acredita que a Macaca terá de ter muita calma para enfrentar uma equipe  que costuma jogar retrancada fora de casa, apostando no erro do time mandante. “Nossa paciência tem que ser grande no jogo. Sabemos o histórico do Brasil, é um adversário difícil. Temos que ter marcação forte e cuidado nos contra-ataques deles para não sairmos atrás no placar. O ideal é marcarmos primeiro, porque saindo na frente o jogo dá uma mudada. Então teremos que ter paciência e atenção para ter um resultado positivo dentro de casa”, diz.

Encaixe na zaga

No jogo de sexta, RR deverá atuar ao lado de Wellington Carvalho, reeditando a dupla que atuou em boa parte da última partida – na ocasião, Ruan começou o jogo ao lado de Luizão, que se contundiu e acabou sendo substituído por Carvalho. Ciente de que a Macaca tem tido dificuldades defensivas, o zagueiro mais novo no time da Ponte acredita que as coisas vão se encaixar em breve.

 “Temos peças individuais boas no setor defensivo, mas precisamos encaixar no todo para que funcione melhor a parte defensiva, para fazer returno melhor que o primeiro e nos garantirmos no G4, conquistando o acesso”, pontua. Para seguir melhor no returno – por enquanto, contra o América foi um empate em 1 a 1 (contra uma derrota na estreia por 1 a 0) – será necessário vencer o Brasil, contra quem a Ponte empatou em 1 a 1 no confronto do primeiro turno.

Perguntado sobre o fato de a defesa alvinegra sair jogando com os pés, o que eventualmente pode trazer riscos, Ruan Renato responde: “A gente vem trabalhando para dominarmos esse estilo de jogo. Assim como o pessoal da frente tem que marcar, a gente tem que ajudar fazendo a bola chegar com mais facilidade aos meias e atacantes, e não ficar só dando chutão e prejudicar o jogo deles. É claro, porém, que temos que ter segurança, saber o timing certo de quando devemos de sair jogando e quando tem que esticar a bola pra frente.”

Ttitularidade

Ruan Renato fala sobre a chance que ganhou no time titular, substituindo o lesionado Rayan, e sobre o entrosamento com W. Carvalho. “A gente tem que aproveitar a oportunidade. Infelizmente ela veio com a lesão de um companheiro,  mas faz parte do esporte. Quem não é titular está sempre trabalhando para entrar e treinei com todos os companheiros, o que facilita o entrosamento. Lógico que, quanto maior a sequencia com um determinado companheiro, mais você se entende com ele. Porém, não acho que a troca seja prejudicial”, avalia.

Ele acrescenta que está em plena forma para ajudar a equipe. “Vinha me preparando fisicamente todo o tempo para estar pronto quando precisassem de mim. Claro que a gente acaba sentindo um pouco, porque fazia muito tempo que não jogava 90 minutos em um jogo com a intensidade que tivemos contra o América-MG, mas suportei bem fisicamente, estou bem e, conforme tiver sequencia, vou me aprimorando cada vez mais”, acredita.

Ruan Renato finaliza falando sobre a garra que quer demonstrar em campo para permanecer como titularidade. “A disputa no elenco é boa, um força o outro a dar o máximo. Conforme a oportunidade aparece , a gente agarra da melhor maneira possível para poder ter sequencia, chegar ao ápice físico e técnico.  Vim aqui ara jogar e espero ter essa sequencia pata ajudar a Ponte na caminhada e, até o final de janeiro, conquistar os objetivos, que serão de grade  ganho pra todos.”

 

 

 

 

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS