Talismã da Macaca: com gols importantes em dois jogos seguidos, Pato diz que sempre fica focado para ajudar os companheiros a mudar a energia e o jogo quando entra em campo

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Se Bruno Rodrigues tem sido o garçom da Macaca, com sete assistências neste ano, Guilherme Pato está se confirmando como “talismã”.  Saindo do banco nas últimas duas partidas com muito empenho e garra, o jovem atacante marcou o gol que iniciou a virada da Macaca contra o Figueirense e o que garantiu o empate contra o América-MG na última rodada (ambos, com assistência de Rordigues).

“Sempre trabalhei firme para corresponder quando  entrar em campo, e sou tranqüilo em relação a fazer gols, sei que as coisas acontecem na hora certa. Venho trabalhando bastante, me dedicando bastante nos treinamentos, e penso só em ajudara equipe: entrar, fazer assistências, gols, ajudar a conquistar bons resultados. Isso é o mais importante”, diz.

Ele  faz questão de registrar ainda que a parceria e amizade com o “homem-das-assistências” Bruno Rodrigues foi fundamental para balançar as redes nos últimos dois jogos. “Fico muito feliz com essa parceria com o Bruno, a gente sempre conversa bastante sobre isso, ele é meu parceiro de quarto, inclusive. Fico feliz por estarmos nos ajudando e espero que essa parceria continue”, pontua.

Humilde, Pato acrescenta que para ele não importa estar em campo como titular ou entrando a partir do banco. “É muito importante pra mim estar na Ponte, só tenho a agradecer a confiança da diretoria, da comissão. Jogar aqui é fundamental pro meu amadurecimento, pra criar experiência. O cara que vem do banco sempre quer mostrar seu melhor, está esperando para entrar e mudar o jogo, entra mais descansado e com mais energia pra ajudar os companheiros e é isso que importa: ajudar a Ponte. Ser titular ou não, isso é pro Marcelo resolver”, afirma.

O atacante conclui falando a respeito da evolução do time, em especial da busca pela harmonia entre os setores de ataque e defesa. “A gente vem trabalhando bastante para buscar esse equilíbrio, mas às vezes tem faltado concentração, falta entrar ligado desde o início e estamos trabalhando nisso. Tudo é trabalhado, analisado, jogo a jogo a gente analisa adversário, vê a melhor estratégia, o Marcelo nos orienta nesse sentido.”

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS