Ponte usa a cabeça pra vencer o Náutico por 2 a 0, com gols de João Paulo e Dawhan, e dorme na vice-liderança da série B

Foto: Caio Falcão/CNC

A Ponte Preta foi a Recife e usou a cabeça para vencer o Náutico por 2 a 0 e dorme na vice-liderança do Brasileiro da série B. Com 27 pontos, a Macaca espera a conclusão da rodada para saber em que posição irá terminar a 16ª rodada, mas não corre nenhum risco de sair do G4.  Os gols alvinegros foram marcados pelo artilheiro João Paulo (que chegou aos sete gols na série B; dez no ano) e Dawhan, ambos com cabeceadas certeiras.

O time do técnico Marcelo Oliveira agora vai ter um período mais longo entre partidas,  diferentemente do que vinha ocorrendo nas últimas rodadas (até pelo jogo de hoje ter ocorrido em data antecipada) e volta a campo apenas às 21h30  de 20 de outubro, uma terça-feira, em um jogo de seis pontos contra a Chapecoense, no Majestoso.

O jogo

A Ponte teve a primeira boa chance de gol logo aos dois minutos, quando Moisés fez a fila, entrou na área e chutou. A bola passou rente à trave adversária. Na sequência, o atacante fez jogada parecida, mas na hora do chute a bola  perdeu a força e o goleiro pegou.

Nos minutos seguintes o Náutico acordou e veio para cima, mas a defesa alvinegra marcava firme e impedia os donos da casa de concluírem. Aos 12, Apodi pegou a bola e passou para Pato, que chutou de fora da área, mas o camisa 1 pegou. No minuto seguinte, Pato retornou para ajudar na marcação e tirou bola perigosa do oponente na área, limpo. O adversário pediu penalidade, mas o juiz acertadamente não deu.

Aos 18, após cobrança de escanteio, Ivan fez bela defesa em bola venenosa do Náutico, espalmando a bola. NA sequência, a Ponte saiu em velocidade em lance com Peixoto, que acabou nos pés de Pato. O atacante, porém, foi barrado pela zaga.  Aos 24, novo ataque do oponente, com chute forte que Ivan segurou com firmeza. Aos 28, Matheus Peixoto dominou bola no peito, mas caiu na área quando tentava se livrar da marcação.

Aos 31, João Paulo tentou sair jogando no campo de defesa da Ponte e foi derrubado . Na sequência, Apodi cruzou com força e Pato alcançou, mas foi marcado e o juiz acabou anotando falta de ataque.  Aos 37, João Paulo chutou para o gol, mas a bola subiu demais Aos 44, após boa triangulação, Dawhan mandou para Apodi. O lateral cruzou, e Moisés chegou a tocar, mas ela saiu.

Os dois times voltaram sem mudanças na etapa complementar e aos quatro,  com Pato cabeceando e a zaga do Timbu jogando para escanteio. Na sequencia, Lazaroni bate curtinho para João Paulo, que mandou de volta para o lateral levantar, mas o goleiro pegou. Aos seis, saiu o gol da Macaca. Apodi cobrou lateral e Matheus Peixoto saiu em velocidade. O atacante cruzou para área e João Paulo mando de cabeçada certeira para o fundo do gol.

Aos 16, quase o segundo. Peixoto passou para Pato, que ficou cara a cara com o goleiro adversário. Na hora do chute, o zagueiro chegou de trás e conseguiu cortar para escanteio. Aos 22, saiu o segundo da Macaca.Lazaroni cruzou na área e Dawhan completou pro fundo do gol. 2 a 0.

Aos 29, cabeceada perigosa do Náutico para grande defesa de Ivan. Na sequência, Dadá marcou gol, mas em posição de impedimento, bem anotada pela bandeirinha. Aos 37, quase o terceiro.  Yuri roubou a bola e ligou contra-golpe para Moisés. O atacante correu para a área, ficou mano a mano com o goleiro e cortou, limpou o zagueiro, mas ficou sem ângulo e chutou para fora. O jogo seguiu até os 49, sem que ninguém mais mexesse no placar. Final: Ponte 2 x 0 Náutico.

Ficha do Jogo

Ponte Preta: Ivan; Apodi, Alisson, Luizão e Lazaroni; Neto Moura, Dawhan e João Paulo (Camilo);  Guilherme Pato (Bruno Reis), Matheus Peixoto (Yuri) e Moisés. Técnico: Marcelo Oliveira.

Náutico: Jefferson, Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga e Wilian Simões (Kevyn) ; Rhaldney, Jhonnatan (Paiva), Jorge Henrique (Dadá) e Jean Carlos; Erick (Thiago Fernandes) e Kieza. Técnico: Gilson Kleina (suspenso por cartão, Juninho ficou no banco).

Gols: No segundo tempo, João Paulo aos seis, e Dawhan aos 22

Arbitragem: Wanderson Alves de Sousa apitou o jogo, auxiliado por Felipe Alan Costa de Oliveira e Fernanda Nândrea Gomes Antunes.

Cartões amarelos: Matheus Peixoto (Ponte Preta), William Simões, Jean Carlos e Paiva (Náutico),

Partida válida pela 16ª rodada, realizada no Estádio dos Aflitos, em público (nem renda) em virtude da pandemia

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS