Atacante Osman destaca identidade da Macaca: “Lutar até o final para vencer e conquistar o objetivo”

Foto: PontePress/ÁlvaroJr

Recuperado de lesão e de volta ao elenco da Macaca, o atacante Osman – que fez sua reestréia com a camisa alvinegra na vitória contra o Botafogo na última sexta-feira –  viu no último jogo o que acredita que deve ser o espírito da Ponte Preta no Campeonato Brasileiro: nunca desistir em busca da vitória. Para ele, esse tipo de postura deve ser repetida sempre.

“Foi um jogo de sacrifício, de luta até o final. Nosso time tem que ter essa identidade, de brigar enquanto estiver valendo, porque não importa se o gol sai no último minuto, se sai contra, o que importa são os três pontos”, destaca o atleta.

Ele acrescenta que é muito bom estar de volta ao elenco e que a Macaca tem prevalecido, mesmo com desfalques, pelo fato de ter um bom elenco. “Isso mostra a força do grupo. Mesmo no último jogo, com cansaço e desfalques, a gente foi atrás e conseguiu a vitória. Clarão, não foi um jogo ideal, ainda mais no primeiro tempo, mas temos que aprender com o que aconteceu, para corrigir falhas e melhorar ainda mais.”

Wellington

O zagueiro Wellington Carvalho  endossa as falas do colega de elenco em relação à vitória mais recente da Macaca, que considera importante para as pretensões do time. “Ficamos felizes, até porque em casa temos que nos impor e, com o resultado, entramos no G4 e permanecemos nele. Agora vamos continuar trabalhando firme para não sair mais”, enfatiza.

Em relação ao fato de a defesa alvinegra não ter tomado gols no último jogo, bem como ao fato de Luizão ter tomado o terceiro amarelo fazendo que o setor mais uma vez vá mudar entre duas partidas, Wellington avalia: “Temos que trabalhar sempre para não sermos vazados e essas mudanças da zaga acabam mostrando a força do elenco. A competição é longa e isso voltará a acontecer, então quem estiver ali tem que lutar muito para termos o melhor resultado sempre.”

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS