Com dois gols de João Paulo, Ponte vence a terceira seguida, entra no G4 e dorme na vice-liderança do Brasileiro da série B

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Com dois gols marcados por João Paulo, a Ponte Preta venceu o Sampaio Corrêa por 2 a 1 na noite deste sábado e assumiu a vice-liderança do Brasileiro da série B. Com o complemento da rodada amanhã, a Macaca pode até perder posição, caso o Operário vença o Brasil de Pelotas e/ou se o CRB vencer por um saldo maior de dois gols, mas permanecerá no G4 de qualquer forma.

Foi a terceira vitória seguida da equipe no Brasileiro (quarta em sequência, se contado o jogo da Copa do Brasil). Grande destaque do jogo deste noite, com direito a duas cobranças de pênalti com frieza e perfeição, o meia João Paulo chegou a oito gols marcados com a camisa da Ponte – tornando-se o artilheiro do time – e a cinco no Brasileiro, ficando a um gol da artilharia da competição (que no momento é de Léo Gamalho, do CRB). Além disso, a Ponte também tem o melhor ataque da série B, com onze gols marcados.

O time do técnico João Brigatti agora segue viagem para Curitiba, onde enfrentará o Paraná  na próxima terça ( 1º de setembro), às 19h15.

O jogo

A Ponte  Preta começou arcando, em lance  pela direita, mas foi contida pela defesa do Sampaio. Aos três, o adversário assustou com uma bola na trave de Ivan. Aos oito, Matheus Peixoto saiu para o ataque, mas o juiz marcou impedimento. Aos 19, repeteco: Matheus Peixoto mais uma vez saiu em bom lance em que a arbitragem atestou que o atleta estava impedido.

Aos 22, Ernandes mandou bola aérea na área adversária, mas ninguém conseguiu concluir. Aos 27, por muito pouco não saiu o primeiro em um lindo lance de Moisés. O atacante sauy em velocidade, driblou dois marcadores dentro da grande área e mandou um canhão para o gol. Neguete fez boa defesa e mandou para escanteio.

Na sequência saiu o primeiro da Macaca. Em pênalti claro, Wellington Carvalho foi derrubado. João Paulo partiu pra bola e cobrou com perfeição, usando o pé direito para mandar no canto direito baixo do arqueiro oponente, sem chance de defesa.  Ponte, 1 a 0, aos 28 da etapa inicial. Foi o sétimo gol do meia, que assumiu a artilharia alvinegra.

O Sampaio queria o empate e chegou com perigo aos 37, mas Ivan fez defesa segura. Aos 42, Lazaroni dividiu bola com oponente e acabou no chão. Na sequência, em novo lance de ataque alvinegro, Matheus Peixoto foi parado com falta. Na cobrança, João Paulo tentou mandar para o gol, mas a bola saiu.

Na sequência., Moisés entrou na área pronto para marcar e o zagueiro Marcão atingiu o pescoço do atacante com o braço. Mais um pênalti para a Macaca e amarelo para o adversário. João Paulo, mais uma vez, cobrou com perfeição, desta vez escolhendo o canto oposto ao primeiro. Ponte 2 x 0 Sampaio, fim do primeiro tempo.

No intervalo, Brigatti tirou Wellington e colocou Alisson, e trocou Ernandes por Dahwan. Aos cinco minutos, Lazaroni desceu pela esquerda e inverteu para Apodi, que cruzou para a área, mas ninguém conseguiu cabecear. Na frente no placar, a Ponte conseguia conntrolava o jogo trocando passes no meio campo, tentando chamar o Sampaio em busca de espaço para ampliar o placar.

Aos 11, escanteio para a Ponte. João Paulo cobrou e Matheus Peixoto mandou para o gol, a bola desviou no oponente e saiu. Na sequência da cobrança, a Ponte mais uma vez tentou chegar ao gol, mas a bola saiu em tiro de meta para o Sampaio. Aos 15, chance de Dahwan, que acabou derrubado com falta por trás. Aos 17, susto da Ponte, com bola venenosa cobrada contra o gol alvinegro, para linda defesa de Ivan.

Aos 22, o Sampaio Corrêa empatou, com gol de André Luís. Aos 27, Lazaroni fez boa jogada e mandou para o gol, com defesa difícil de Neguete. No lance seguinte, mais uma vez Lazaroni quase ampliou. Aos 30,  mais uma vez ele – Lazaroni – cobrou falta em direção ao gol, mas a bola subiu demais e saiu em tiro de meta para o adversário.

Aos 38, Guilherme Pato fez bom cruzamento de  bola na área, mas Marcão cortou. Pouco depois, Pato fez novo  cruzamento, a bola desviou em jogador adversário e Moisés quase pegou, mas ela acabou saindo . Aos 43, Oyama fez belo passe para Matheus Peixoto pegar na entrada da área, mas a bola acabou subindo.

Aos 45, Guilherme Pato fez nova boa jogada pela direita e cruzou para Matheus Peixoto, que deu carinho e se esticou todo para pegar a bola, mas não alcançou. O juiz deu mais seis minutos de acréscimos e o Sampaio pressionava para chegar ao empate.

A Ponte ainda teve uma boa chance em lance rápido de Oyama, que passou para Moisés, mas o juiz marcou impedimento. Fim de jogo: Ponte Preta 2 x 1 Sampaio Corrêa.

Ficha técnica

Ponte Preta: Ivan, Apodi (Darnley), Wellington Carvalho (Alisson), Luizão e Lazaroni; Luís Oyama, Neto Moura (Guilherme Pato), Ernandes (Dahwan) e João Paulo (Yuri); Matheus Peixoto e Moisés. Técnico João Brigatti.

Sampaio Corrêa: Neguete, João Vitor, Marcão, Daniel Felipe e Luis Gustavo (Diego Tavares); Marcinho, Vinícius Kiss (Thiago Santos), André Luiz e Gustavo Ramos (Roney); Robson Duarte (Daniel Penha) e Caio Dantas. Técnico: Léo Condé.

Gols: João Paulo, aos 28 e aos 45 do primeiro tempo; André Luís, aos 22 do segundo.

Arbitragem: Tiago dos Santos apitou a partida, auxiliado por Bruno Vieira e José Araújo.

Cartões amarelos: Luizão, Wellington Carvalho (Ponte Preta); Marcão , Daniel Felipe, João Vitor e o técnico Léo Condé.

Partida realizada no Castelão , sem público (nem renda) em virtude da pandemia

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS