Ponte se despede do Paulista entre os quatro melhores de 2020 e foca na estreia pelo Brasileiro da série B, em 8 de agosto

Foto:PontePress/LuizGuilhermeMartins

A Ponte Preta foi guerreira e, como prometido pelo técnico João Brigatti, fez uma bela partida no Allianz Parque. Porém, por um desvio de bola infeliz tomou um gol aos 45 do primeiro tempo e não conseguiu reverter o resultado. Desta forma, a Macaca se despediu do Paulista entre os quatro melhores times da competição e, agora, vai focar intensamente no Campeonato  Brasileiro da série B, no qual estreia na noite de 8 de agosto, contra o América Mineiro, em jogo marcado para às 21 horas no Canindé, em São Paulo. “Queríamos chegar mais longe, mas lutamos até o final e saímos de cabeça erguida. Temos o resto do ano e agora vamos focar em nosso objetivo de subir para a série A do Brasileiro”, destaca o capitão pontepretano e camisa 1 Ivan.

O jogo

A Ponte Preta saiu para cima do adversário logo no primeiro lance, mas Roger foi parado com falta. Aos quatro, Bruno Rodrigues aproveitou cobrança de lateral dentro da área, mas o juiz anotou bola no braço do atacante alvinegro. Aos cinco, a chance foi do adversário, mas Ivan fez boa defesa. Dois minutos depois, nova oportunidade do Palmeiras que terminou nas mãos do camisa 1 alvinegro.

Aos 18, João Paulo arriscou de longe, mas não conseguiu acertar o gol. Aos 26, bom lance de Apodi que acabou derrubado no campo de defesa adversário. Lazaroni bateu bem, mas o goleiro adversário mandou de soco para longe da área. Aos 30, susto: Willian chutou colocado e Ivan fez defesa brilhante.

Aos 33, troco da Ponte: Vinicius Zanocelo chutou firme de fora da área, mas a bola explodiu na zaga do Palmeiras. NA sequência, Jeferson chutou rasteiro e Weverton caiu para defender. Aos 34, Bruno Rodrigues chutou de fora da área, levando perigo ao gol adversário, mas a bola não foi para dentro.

Aos 39, Zanocelo arriscou mais uma vez de longe, mas o goleiro adversário segurou. Pouco depois, aos 43, Weverton defendeu mais uma vez de soco bola mandada ao gol pela Macaca. Aos 45, porém, saiu o gol do Palmeiras. Patrick de Paula chutou forte e, por uma infelicidade, a bola desviou em Wellington de Carvalho e tirou o goleiro Ivan da jogada. 1 a 0 para o Palmeiras.

No minuto seguinte, a Ponte por pouco não empatou, com chute de Jeferson que foi desviado pela zaga adversária, mas o juiz errou e não marcou escanteio, dando saída de bola ao time paulistano e encerrando o primeiro tempo na sequência.

Atrás no placar, a Ponte voltou mais agressiva para o segundo tempo e foi pra cima, mais uma vez, antes mesmo do primeiro minuto, mas a defesa oponente bloqueou a jogada. Aos cinco, João Paulo recebeu passe de Roger, invadiu a área e chutou firme. O goleiro oponente espalmou para escanteio.

No minuto seguinte, Moisés fez boa jogada individual, driblou dois e chutou rasteiro, mas a bola saiu para linha de fundo.

Aos 20, Apodi fez cruzamento para a área e a bola passou direto.  Bruno Rodrigues tentou aproveitar do outro lado, mas não alcanço. Aos 30, a melhor chance da Ponte até então. Em jogada rápida, a Macaca desceu pela esquerda e Bruno Rodrigues cruzou para Roger chutar com perigo contra o gol de Weverton, que pegou no reflexo. Aos 35, Bruno Rodrigues pegou de meio voleio no bico da área, mas a bola bateu na defesa adversário.

A Ponte pressionava e tinha mais volume, com 58% de posse de bola, mas não conseguia chegar ao gol. Aos 47, Briuno Rodrigues chegou bem ao campo adversário, mas foi derrubado com falta. NA cobrança, até Ivan foi para a área. João Apulo cobrou e a bola acabou indo para escanteio. Lazaroni mandou para a área, mas o juiz marcou uma falta de ataque na área. Fim de jogo, com a Ponte se despedindo do Paulista após uma ótima campanha após a retomada do Paulista.

Ponte Preta – Ivan, Apodi (Bruno Reis), Wellington Carvalho, Trevisan e Lazaroni, Dahwan (Darnlei), Jeferson (Moisés); Zanocelo (Osman) e João Paulo, Roger (Alison Safira) e Bruno Rodrigues. Técnico: João Brigatti.

Palmeiras – Weverton, Marcos Rocha, Felipe Melo (Luan),  Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Patrick de Paula, Gabriel Menino e Ramires (Bruno Henrique); Rony (Lucas Lima), Luiz Adriano e Willian (Zé Rafael).  Técnico: Luxemburgo

Gols: Patrick de Paula, aos 45 do primeiro tempo.

Arbitragem:  Flávio Rodrigues de Souza apitou o jogo, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Alex Ang Ribeiro. O quarto árbitro foi Thiago Duarte Peixoto.

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral foi o árbitro de vídeo, auxiliado por Lucas Canetto Bellote e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa.

Cartões amarelos: Felipe Melo (Palmeiras); Lazaroni , Darnlei , Trevisan  e João Paulo (Ponte)

Jogo realizado no Allianz Park sem público (nem renda) em virtude  da pandemia de Covid-19.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS