Nesta quarta (24) tem um dos maiores dérbis da história no GloboEsporte.com ! Ponte 3 x 2 Guarani, o jogo de 1981 no qual a Macaca foi campeã do 1º turno !

 

1981 foi um ano inesquecível para a Ponte Preta. A Macaca foi semifinalista do Campeonato Brasileiro (na melhor campanha da história na elite nacional), campeã paulista SUB15, 17 e 20, bem como campeã da Copa São Paulo de Futebol Júnior pela primeira vez, e campo teve performances memoráveis em campo. Uma delas é considerada por muitos como o maior dérbi de todos os tempos e será exibida na íntegra pelo GloboEsporte.Com às 19h30 desta quarta-feira (24): Ponte 3 x 2 Guarani, o jogo que deu o título de campeã do primeiro turno à equipe alvinegra.

Para assistir à partida, que tem locução de Luciano do Valle, basta entrar na página do GE Campinas na Internet e acessar o link já a partir da capa do site. O Globo Esporte também fará um placar ao vivo com os principais lances, em tempo real, como se estivesse acompanhando a partida ao vivo. “O primeiro  jogo tinha sido no Brinco de Ouro, um jogo dificílimo que terminou empatado em 1 a 1. O time deles tinha o melhor ataque da competição, com Jorge Mendonça e Careca, imagine a dificuldade. Foi um jogo muito forte, muito intenso”,  relembra o ex-zagueiro Juninho Fonseca, capitão da Ponte na época.
 

 Capitaneado pelo técnico Jair Picerni, a equipe da Macaca tnha – além de Juninho – nomes como o Carlos, Nenê Santana, Odirlei, Marco Aurélio, Édson Boaro, o camisa 10  Dicá;, Chicão e Osvaldo. Este último, por sinal, além de ter aberto o placar no dérbi que será exibido nesta quarta, foi o artilheiro da Macaca na campanha daquele Paulista, com 20 gols. Por sinal, o time de 81 reunia três dos quatro maiores artilheiros da história do clube: Dicá (com 155 gols), Chicão (em terceiro, com 106 gols) e o próprio Osvaldo (em quarto, com 89).

Não à toa, o Paulista daquele ano foi dominado pela Ponte: em 27 partidas, contando as duas finais contra o Guarani, foram 15 vitórias, 11 empates e apenas uma derrota (2 a 1 para o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto). Aquele time ainda foi responsável pela maior goleada da Ponte sobre o Santos (5 a 0, no Majestoso).

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS