Após classificação para 3ª fase da Copa do Brasil, Brigatti destaca: “A gente precisava de uma vitória, tiramos aquela nhaca, aquele astral ruim que estava na Ponte, e agora vamos trabalhar para evoluir ainda mais”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A classificação para a terceira fase da Copa do Brasil rendeu necessários R$ 1,5 milhão aos cofres da Ponte Preta. Mas, na opinião do técnico João Brigatti, o valor do jogo de ontem foi muito além do monetário. “A gente precisava de uma vitória, ela veio nos pênaltis e foi emocionante, mas poderíamos estar lamentando em vez disso uma situação desagradável em um jogo que só a Ponte jogou. Mas o válido para nós foi a vitória, que nos deu a vaga na terceira fase. Tiramos aquela nhaca, aquele astral ruim que estava na Ponte. É só com vitórias que conseguiremos isso”, afirma o treinador.

Ele reforça que a partida contra o Vila Nova foi um confronto de um time só. “Só nos propusemos jogo, em nenhum momento teve ligação direta, não nos afobamos, criamos por dentro. Se tivéssemos um pouco mais de capricho com Roger, Apodi ou Saraiva, teríamaos feito dois a zero no primeiro tempo. Mas nitidamente evoluímos, inclusive emocionalmente, quando o tempo passa e o time não marca, isso gera ansiedade na equipe  e ela acaba errando, mas isso não aconteceu ontem, mantivemos posse e domínio, só sentimos um pouco no final dos segundo tempo”, avalia.

O treinador complementa: “O resultado foi bom porque a parte financeira ajudou e vitoria resgata confiança. No intervalo inclusive chamei a atenção dele pro clima de marasmo, de tristeza que encontrei no vestiário: nós tivemos inúmeras situações positivas na primeira etapa e porque não marcamos gol não poderia ter o astral ruim que encontrei no vestiário naquele momento. Sim, ainda faltam situações na parte técnica e na física, vamos trabalhar nisso, aqui é um clube sério e isso não permite brincadeira, mas agora já temos mais alegria no CT e a Ponte não vai ficar no marasmo em que estava.”

Brigatti também faz um registro em relação à torcida que foi ao campo. “Agradeço os torcedores que vieram e que o tempo todo nos aporiam, é assim que tem de ser, esse apoio é fundamental ao time. Ontem foram pouco mais de 2 mil, no próximo serão três e meio, depois cinco mil, sempre apoiando, até lotarmos o Majestoso de novo”, diz.

O técnico finaliza falando sobre o confronto de domingo, contra o São Paulo. “Gostei do time de hoje, com destaques para jogadores como o Darnley, por exemplo, que foi muito bem. MAa jogo contra o São Paulo já é domingo, talvez tenhamos que fazer algumas trocas pela saúde dos atletas, pois vamos encontrar lá uma equipe descansada, que passou a semana inteira treinando. Será um confronto difícil e não haverá tempo para treinar, mas vamos fazer nosso melhor para voltar com pontos para Campinas. Depois desta partida, aí teremos um pouco mais de tempo para treinar e podemos começar a trabalhar mais para continuar evoluindo”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS