Como volante ou lateral, Dahwan está disposto a dar tudo para que a Macaca passe de fase na Copa do Brasil: “Além da vitória em si, a competição é importante do ponto de vista financeiro para o clube, temos que ganhar e passar de fase”

Foto:PontePress/RebecaReis

A Ponte Preta faz na tarde desta quarta-feira de cinzas (26) o último treino antes de enfrentar o Vila Nova-GO, na noite de quinta-feira (27), em mata-mata pela Copa do Brasil.  Para o camisa 5 Dahwan, o foco é total em vencer e, para isso, o jogador está disposto a atuar onde for melhor para a a equipe – com o ex-técnico pontepretano Gilson Kleina o atleta começou como segundo volante, mas mais recentemente atuou como primeiro volante e um pouco na lateral, recebendo elogios da mídia nestas últimas posições.

“Eu sempre fiz primeiro e segundo volante, mas no ano passado também atuei quinze rodadas na lateral. Inclusive em 2018 joguei minha primeira partida como lateral contra o Paysandu do  hoje nosso técnico Brigatti, que naquele período estava ganhando muito. O vi antes de virmos aqui pra Ponte como treinador do Paysandu e do Sampaio Correa, com quem ele subiu para o Brasileiro da série B. Então ser lateral é mais novo para mim, mas estou aqui para ajudar o time na posição que for melhor para a equipe e que o Brigatti definir”, pontua.

Dahwan enfatiza a importância de a Macaca vencer e seguir em frente amanhã na Copa do Brasil. “Além da vitória em si, que é nossa obrigação e traz alegria para o torcedor, a competição é interessante para a instituição financeiramente e em visibilidade. Então temos que ter foco total na Copa, temos que ganhar e passar de fase. Depois desta conquista, aí na sexta a gente volta a pensar no Paulista e em enfrentar o São Paulo no domingo”, diz.

Sobre o adversário, o jogador espera um confronto difícil. “Confesso que não conheço muito bem o Vila, atletas de lá só conhecia o Mateus Anderson, que está aqui conosco, e o Edinho, que já saiu. Mas sabemos que é um time bom, que está também de técnico novo e, como é mata-mata, todo mundo vai fazer de tudo para vencer. Contudo, estamos focados em sair com a vitória no Majestoso”, garante.

Já se sentindo 100% fisicamente após as rodadas iniciais do Paulista, Dahwan acredita que, independentemente de quais forem as opções do treinador para amanhã, o elenco vai mostrar serviço e garra até o último segundo. Para o jogador, mudanças de treinador devem ser absorvidas pelo grupo de atletas de maneira rápida e eficiente.

“O jogador sempre espera que não mude o jogador quando há um bom trabalho, mas sabemos que futebol é dinâmico e feito de resultados. A gente tem ciência de que não fomos bem em parte dos jogos com o Kleina, mas agora temos que virar a chave e assimilar de maneira rápida o esquema tático do João Brigatti para voltarmos a vencer. Não sabemos ainda como ele vai compor o time, porém quem for jogar tem que dar conta do recado. Tenho certeza que vai dar certo, temos que assimilar tudo o mais rápido possível”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS