Ivan fala sobre o resultado em Itu e faz apelo à torcida pontepretana: “Peço o apoio do torcedor para podermos dar a volta por cima o mais rápido possível, já no sábado contra a Ferroviária”

Foto:PontePress/ÁlavaroJr

A derrota no Paulista ontem (17), para o Ituano, foi a terceira seguida na competição, uma sequência infeliz para o time do técnico Gilson Kleina. Para um atleta da Macaca, porém, ela foi a primeira do ano: o goleiro Ivan, que estava defendendo a Seleção Brasileira Olímpica e auxiliando o Brasil na conquista da vaga em Tóquio. Nem por isso, o camisa 1 sentiu menos impacto ou tristeza pelo resultado.

“Foi meu primeiro jogo em 2020 com a camisa da Ponte, mas acompanhei de longe quando foi possível na minha passagem pela Seleção. Acho que nosso time tem identidade e espírito de jogo, ma tem que colocar em prática, ser mais seguro. O ituano ontem teve uma chance e foi efetivos, tiveram frieza. Nós também temos que ser cirúrgicos para melhorar no Paulista”, avalia.

Para que isso ocorra, porém, Ivan entende que é fundamental contar com a torcida alvinegra. “Peço o apoio do torcedor para podermos dar a volta por cima o mais rápido possível, já no sábado contra a Ferroviária. Tem muita coisa para melhorar, temos que manter foco e já nos reabilitar no próximo jogo em casa, e para isso o apoio do pontepretano é fundamental”, afirma.

Na avaliação do camisa 1, no jogo em Itu a Ponte criou algumas oportunidades e acabou não marcando por detalhe. “Até nos últimos lances houve grandes defesas do Pegorari. Acho que a gente merecia um resultado melhor, mas precisamos fechar brechas para ir bem no campeonato”, pontua.

O arqueiro diz ainda que o clima pesado imposto pelo mal resultado não pode impedir que o time tenha ímpeto e força em campo no sábado. “Faz sete anos que estou na Ponte, desde a base, e sabemos a dificuldade e a proporção grande de uma derrota. Se a gente conseguisse vitória ontem, esse clima tinha acalmado, mas infelizmente não conseguimos. Todos sabemos, porém, da nossa responsabilidade e do peso da camisa da Ponte. Temos que dar nosso melhor para reverter a situação”, conclui Ivan.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS