Ponte Preta enfrenta Palmeiras e quer conquistar a segunda vitória consecutiva no Majestoso

PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta entra em campo às 19h30 deste sábado (8) para enfrentar o Palmeiras, em busca da segunda vitória consecutiva no Majestoso. Após tropeçar fora de casa na última rodada, a equipe de Gilson Kleina busca a reabilitação nesta noite diante da torcida alvinegra, única permitida no estado neste confronto. Consolidada na segunda posição neste início de rodada (a Macaca tem seis pontos e o Oeste, que já hjogou, tem quatro), se vencer a Ponte ultrapassa o Santos e dorme na liderança da chave A (o time do litoral joga apenas na segunda-feira).

“Queremos resgatar o DNA da Ponte neste jogo, o DNA que a gente fez também contra o Botafogo-SP, contra o Corinthians e até mesmo contra o Santo André, quando perdemos, mas tivemos muitas ações de finalização. No último confronto, em Limeira, deixamos a desejar. E sabemos que o Palmeiras também vem de derrota e vai tentar se impor”, diz o técnico Gilson Kleina.

O treinador poderá ter algumas alterações em campo no jogo de logo mais. O lateral Guilherme Lazaroni, que se lesionou contra o Corinthians, já treinou durante a semana com o elenco, mas ainda é dúvida. Jeferson, por outro lado, ainda não está recuperado e é ausência certa. Com issso, o treinador não promete repetir o time da rodada passada e faz mistério da escalação até o início do jogo.

“Vamos tentar achar ainda a melhor forma, equilibrar e ter uma equipe consistente. Dar o encaixe, dar liga, é o desafio maior neste início. Trabalhamos com algumas situações na semana muito por causa das lesões e também levando em consideração a queda natural de alguns jogadores  por terem atuado em quatro jogos em 12 dias”, diz.

Independentemente de quem jogar, Kleina alerta. “É um jogo difícil. Nós precisamos reagir, eles também. Sabemos que o Vanderlei Luxemburgo está ajustando a equipe e jogadores que eles estava segurando, como Zé Rafael, Willian, devem atuar contra a Ponte. Ele também posicionou o Ramires. É um time de poderio técnico muito grande e, se a gente quer enfrentar essas equipes na Série A, tem que passar pelo processo e fazer esses grandes jogos. A camisa da Ponte pede isso.”

Os ingressos para os pontepretanos nesta noite, a partir de R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia), estão à venda até os 15 minutos iniciais do segundo tempo. Quem não puder ir ao Majestoso tem como opções o pay-per-view bem como as rádios esportivas (em AM, FM e web).

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS