Ponte enfrenta Corinthians e quer vencer a segunda seguida no Paulistão: nesta noite, força e DNA do Majestoso têm que falar mais alto

Foto: PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta entra em campo às 21h30 da noite desta quinta, no Majestoso, para enfrentar o Corinthians em busca da segunda vitória seguida no Campeonato Paulista de 2020. A Macaca entra em campo ocupando a segunda colocação na tabela – com três pontos – tendo à frente o Santos (que joga antes, às 19h15, e pode ou não aumentar a distância de um ponto) e atrás o Oeste, que já jogou na rodada e perdeu ontem por 4 a 0, permanecendo com três pontos e agora com um saldo de gols negativo de 5.

O time do técnico Gilson Kleina, porém, não está preocupado com a tabela e, sim, em vencer o adversário diante da torcida pontepretana.  “Vamos jogar de igual pra igual, confio na equipe, nos nossos atletas e no torcedor que vai dar força aos nossos jogadores. No jogo passado foi importante ter pontuado, ainda mais com uma vitória, e nossos atletas estão muito comprometidos. A cada jogo queremos fazer melhor e é sempre importante premiar nossa torcida. O embate de hoje é um outro estilo de jogo, contra uma equipe grande, que tem qualidade e precisa ser respeitada, mas precisamos fazer valer nossos domínios: aqui dentro a força e o DNA do Majestoso têm que falar mais alto”, enfatiza o treinador.

Além do desfalque já conhecido de Ivan, que está defendendo a Seleção Brasileira SUB20 na campanha invicta do pré-olímpico, o treinador ganhou um destaque de última hora com a ida do volante Camilo para a França, onde o atleta passa por exames para uma negociação com o Lyon. “O Camilo iniciou muito bem o ano, se destacou na pré-temporada e entrou no modelo de jogo que propusemos. Ficamos felizes com esse salto que ele dá na carreira, indo jogar num clube da Europa, é mais uma vez a Ponte Preta mostrando que é um celeiro de jogadores que abastece o mercado nacional e internacional”, pontua.

O substituto de Camilo já está definido. “Jogarei com o Dahwan, que é um atleta que veio para a posição e é competente, apesar de ter características diferentes do Camilo. O grupo está muito unido e queremos muito esta vitória, vamos com muita tranqüilidade para fazer um jogo competitivo em busca de mais três pontos”, diz o treinador.

Com três jogos seguidos intervalados por três dias, Kleina sabe que a sequência da equipe é árdua – depois do Corinthians hoje, a Ponte vai a Limeira enfrentar a Inter na segunda-feira (3) e no sábado (8) enfrenta o Palmeiras, já viajando na sequência para confrontar o Novo Hamburgo-RS pela Copa do Brasil. O treinador, porém, enfatiza que, ainda que o caminho venha a impor obstáculos, o pensamento do elenco é vencedor.

“Eu sei que a memória do ano passado ainda permanece nas cabeças de muita gente, mas 2019 tem que ser enterrado, temos que olhar para frente. É outro grupo, não adianta trazer a negatividade do que já ficou para trás: os caras  aqui querem um ano diferente, diferenciado, atingir as metas e trazer alegria ao torcedor. Para isso, é um jogo de cada vez. Nossa sequência é dura, mas que temos condições de pontuar e vencer. E uma vitória hoje é importante, nos trará muita confiança e moral.”

O comandante pontepretano destaca, porém, que é preciso estar atento todo o tempo ao time do técnico Tiago Nunes. “O Tiago fez comigo o curso de licença pró da CBF, é uma pessoa espetacular, tem um conhecimento vasto, se preparou para este momento, Mas elee está desenvolvendo um modelo como a gente, que carece de um pouco de tempo para implantar. E nós, dentro do nosso padrão, também queremos criar mais e melhorar”, afirma.

Tanto Kleina quanto o treinador adversário – que afirmou que poderá poupar até sete jogadores por desgaste no jogo de hoje – têm uma preocupação em comum: o cansaço dos atletas, imposto pelo calendário. “É só a partir da quarta, quinta rodada que se sobrepõe o lado técnico. Até então o que se sobrepõe é o físico e nosso atletas ficaram extenuados após o calor em Ribeirão Preto, então pode aparecer um pouco de resquício disso e temos que ter cuidado para que isso não nos prejudique”, alerta.

Os ingressos para o jogo desta noite – que é de torcida única da Macaca – estão sendo vendidos a partir de R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia) na geral e arquibancada, até os 15 minutos iniciais do segundo tempo. Quem não puder ir ao estádio pode acompanhar a partida pelas rádios esportivas da cidade em AM, FM e via Internet – fora de Campinas, a partida tem transmissão pela SporTV.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS