Com Bruno Reis e Roger marcando gols em sequência e Ygor defendendo pênalti, Ponte vence o Corinthians por 2 a 1 no Majestoso

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A noite é da Ponte Preta. O torcedor que foi ao Majestoso na noite desta quinta-feira assistiu a um jogo que não vai esquecer tão cedo, com Bruno Reis e Roger marcando um gol  cada com menos de um minuto de diferença e Ygor Vinhas defendendo pênalti de Luan no primeiro tempo. No segundo tempo o Corinthians diminuiu o placar e pressionou até o fim, mas o camisa 1 alvinegro, em grande noite, garantiu o resultado para a Macaca.

Com a vitória, segunda seguida no Paulistão 2020 e primeira em casa, a Ponte subiu para seis pontos, ficando a um do líder da chave, o Santos, e abrindo três sobre o segundo colocado do grupo A, o Oeste. O time do técnico Gilson Keina volta a campo às 17 horas de segunda-feira (3), em Limeira, contra a Internacional.

O jogo

 

A partida começou com o Corinthians vindo para cima, mas sem perigo para a Ponte, com duas bolas chutadas para fora e uma defendida com tranquilidade por Ygor. Aos oito, a Ponte teve a primeira (boa) chance: Bruno Rodrigues recebeu a bola pela direita e cruzou na área, para Apodi que por muito pouco não cabeceou para dentro. Para dentro do gol

No minuto seguinte, Bruno Rodrigues roubou a bola no campo de ataque e cruzou para a área, mas Gil afastou de cabeça. Aos 13, Bruno Rodrigues recebeu ótimo lançamento de Trevisan no campo de ataque e Cássio escorregou na hora de sair do gol. O pontepretano tentou chutar por cobertura e o goleiro adversário tocou a bola, mandando para escanteio.

No minuto seguinte, Bruno Rodrigues passou para Jeferson, que tocou para Roger mandar de bicicleta, próximo do gol, levantando a torcida da Macaca mais uma vez. Aos 17., Jeferson foi lançado na linha de fundo por Bruno Reis, mas Cássio saiu do gol protegendo a bola, que saiu para linha de fundo. Aos 23, Apodi roubou a bola no meio-campo e tocou para Roger, mas o camisa 9 foi desarmado por Pedro Henrique.

No minuto seguinte, Jeferson e Bruno Rodrigues tabelaram bem pela direita e o lateral direito alvinegro mandou uma bomba que passou lambendo o travessão de Cássio.  Aos 26,J oão Paulo tentou a jogada individual no meio-campo, mas foi marcado por três e Pedro Henrique acabou cortando e mandando a bola para longe.

Aos 30, Jeferson recebeu a bola no campo de ataque e seguiu para o gol oponente, mas o bandeirinha marcou impedimento, de maneira equivocada, pois a posição do lateral pontepretano era legal. Na sequência, Jeferson fez lindo lançamento para João Paulo, que dominou na linha de fundo, mas foi travado pela zaga corintiana.

Aos 33, Bruno Rodrigues recebeu o cruzamento na área e houve choque com o Sidcley. Os jogadores da Ponte reclamaram de pênalti, mas o árbitro anotou apenas o tiro de meta. Aos 36, lance de perigo do adversário, com Boselli recebendo a bola na grande área e caindo sozinho na hora de finalizar. A bola saiu em escanteio, com a bola sendo lançada na sequência na área da Ponte Preta, mas Dawhan afastou de cabeça.

Aos 39, a Ponte abriu o placar com um golaço de Bruno Reis. Madson tentou sair jogando do campo de defesa, mas o lançamento foi interceptado e a bola sobrou no alto. Bruno Reis pegou, deu um corte em Cássio, e marcou sem goleiro: 1 a 0. A torcida ainda comemorava quando Roger marcou o segundo. Richard recebeu a bola no campo de defesa, mas foi desarmado por Bruno Reis. João Paulo ficou com a bola e deixou Roger sozinho na área. O camisa 9 mandou de primeira no cantinho de Cássio. 2 a 0.

Aos 43, o juiz enxergou pênalti de Lazaroni em dividida com Madson na área. Luan cobrou a penalidade bem colocada, com a perna esquerda , mas Ygor Vinhas, bem posicionado, espalmou a bola. No rebote, Luan recebeu o cruzamento e cabeceou para fora. As últimas chances do tempo inicial foram da Ponte: aos 46, Apodi cruzou no segundo pau e Sidcley mandou para escanteio. Na cobrança, João Paulo cruzou na primeira trave, a zaga cortou e o juiz apitou o final da etapa inicial.

No segundo tempo, o Corinthians veio pra cima logo no minuto inicial Fagner cruzou na segunda trave, e a bola acaba batendo em Janderson, que cabeceou de maneira venenosa para o gol e Ygor fez uma defesa fantástica. Aos seis, porém, o adversário diminuiu. Janderson cruzou para Boselli marcar de carrinho, sem chance para o camisa 1 da Macaca.

Aos oito, quase o time oponente dá um gol de presente pra Ponte. Cássio recebeu a bola recuada na pequena área e quase se complicou, mas conseguiu tocar para Pedro Henrique. Aos 13, Trevisan tentou sair jogando e sofreu falta de ataque de Boselli. Na sequência, Apodi puxou o contra-ataque no meio-campo, mas a zaga adversária cortou o lance.

Aos 22, blitz do adversário. Everaldo saiu costurando na entrada da área pontepretana e chutou raspando o travessão de Ygor. Na sequência, Boselli tentou de letra e furou, mas a zaga alvinegra mandou para escanteio. O adversário seguia pressionando e, aos 27, Boselli recebeu o cruzamento na área e cabeceou no travessão.

Aos 34, belo lance de Dahwan, que matou bola no peito de fora da área e mandou para o gol corintiano, não encobrindo Cássio por muito pouco. Aos 34, Ygor Vinhas fez um milagre ao defender uma bomba de Madson, sem rebote. O goleiro repôs a bola rapidamente em campo e, em contrataque rápido, Roger quase ampliou, mas a zaga adversária cortou em cima, mandando pra escanteio. Na cobrança, novo desvio oponente para fora. Aos 38, a Ponte saiu em ataque pela esquerda, mas a defesa adversária interceptou o lance.

Aos 42, Sidcley recebeu a bola na grande área e bateu de primeira, para grande defesa de Ygor, que espalmou para cima. Com direito a confusão pelo Corinthians não ter devolvido a bola em um fairplay, a partida seguiu até os 53 minutos, mas ninguém mais mexeu no placar. Final de jogo: Ponte Preta 2 x 1 Corinthians.

Ficha do jogo

Ponte Preta – Ygor, Jeferson, Cléber Reis, Henrique Trevisan e Guilherme Lazaroni; Dahwan, Bruno Reis e João Paulo (Danrley); Apodi (Matheus Anderson), Bruno Rodrigues (Felipe Saraiva) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

Corinthians – Cássio, Fagner, Gil, Pedro Henrique e Sidcley; Richard (Cantillo), Camacho, Ramiro (Madson) e Luan; Janderson (Everaldo) e Boselli. Técnico:Tiago Nunes.

Gols: Bruno Reis aos 39 e Roger aos 40 do primeiro tempo ; Boselli aos seis do segundo tempo.

Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto foi o juiz, com Anderson José de Moraes Coelho e Daniel Luis Marques como assistentes.

Cartões amarelos: Guilherme Lazaroni, Jeferson, Cléber, Roger (Ponte Preta); Cantillo (Corinthians)

Cartão vermelho: Juninho (auxiliar técnico da Ponte)

Público pagante: 4037

Público não pagante: 301

Público total: 4.338

Renda: R$ 119.910,00

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS