Em contagem regressiva para estreia no Paulistão, lateral Yuri ressalta: “Estamos dando nosso melhor para chegar forte contra o Santo André nesta quinta”

A apenas quatro dias da estreia da Macaca, o elenco pontepretano deixou o treinamento intensivo da pré-temporada em Bragança Paulista e agora treina com afinco em Campinas para estrear como pé direito no Campeonato Paulista na noite de quinta-feira (23), quando enfrenta o Santo André. O lateral esquerdo Yuri está confiante na força do plantel pontepretano, em especial pelo que foi feito nos dez dias em Bragança Paulista, inclusive nas duas atividades teste vencidas pelo time pontepretano – 2 a 1 contra o Desportivo Brasil e 1 a 0 contra o Capivariano.

“Nos jogos-treinos botamos em prática o que foi feito até então, trabalhamos muito para chegar mais fortes na estreia do Paulista. A Ponte é um clube grande, e vamos caminhar com força e humildade para chegar mais longe no estadual e subir para a série A no Brasileiro”, diz o atleta, que ressalta as próprias características na posição que disputa diretamente com Guilherme Lazaroni.

“Sou um lateral mais ofensivo, tenho mais força, profundidade e gosto de participar do ataque. O técnico Gilson Kleina é um profissional bastante receptivo,tem conversado bastante conosco  nesse inicio de trabalho, deixando claro que todos terão oportunidade para conquistar espaço. Cada posição tem pelo menos dois ou três atletas disputando a vaga e cada um procura dar seu melhor”, pontua.

Ele acrescenta que, neste sentido, os próprios jogos-treino demonstraram a força do elenco como um todo – Kleina colocou duas equipes diferentes a cada tempo em ambas as atividades e, na primeira, a equipe do segundo tempo venceu por 2 a 1 (não houve gols na etapa inicial), enquanto na segunda foi o time do primeiro tempo que marcou o gol da vitória, e o do segundo manteve o placar.

“Os times usados nos dois tempos tem mesmo conteúdo, trabalham as mesmas coisas para quando cada atleta entrar já saber o que fazer independentemente de com quem está jogando. Não tem titular nem reserva, todos estão preparados para uma oportunidade e quando tiver, tem que render da mesma forma. Em todas as posições será uma disputa acirrada e quem entrar vai dar conta do recado”, acredita.

O jogador fala um pouco mais sobre o período  passado na HWT Sports. “No inicio foi mais parte física, depois trabalhamos com bola.O treinador focou na pressão que temos que fazer após perda de bola, a profundidade que tem de dar, procurar atacar sempre, pressionar rápido se não estiver dominando,  abrir ou aproximar de acordo com o jogo. Fora isso estamos  nos condicionando a cada dia e vamos dar nosso melhor na quinta-feira”, conclui.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS