Ponte faz segundo jogo treino no sábado (18) e Kleina enfatiza: “O Paulista é muito difícil e equilibrado, e não tem essa de laboratório: vamos trabalhar pra ir bem na competição”

Foto:PontePress

A Ponte Preta faz neste sábado a última atividade da pré-temporada em Bragança Paulista, um jogo treino contra o Capivariano (o segundo do período na HWT Sports) e na sequência volta para Campinas. Faltando menos de uma semana para a estreia no Paulistão, o técnico Gilson Kleina está satisfeito com o trabalho do grupo até agora e destaca que o elenco entrará em campo no próximo dia 23 para brigar para valer na competição estadual.

“O Paulista é muito difícil e equilibrado. Não tem essa de fazer laboratório, vamos trabalhar pra ir bem na competição. Das 16 equipes que participam, nove no Campeonato Brasileiro, cinco na série a e quatro na B, e no interior de São Paulo só tem esta competição, então o investimento e concorrência são grandes.  Os atletas estão conscientes disso e estamos trabalhando para termos um bom desempenho, lutar para chegar as finais”, diz.

Sobre o treinamento realizado nos dez dias em Bragança e o jogo treino já realizado (contra o Desportivo Brasil, no qual a Macaca venceu por 2 a 1), Kleina destaca o que vê de mais interessante surgindo de mais importante no elenco. “O importante é o comportamento coletivo, que todos sejam comprometidos tanto na hora de roubar a bola quanto na hora de jogar, que todos tenham a condição de ser construtores da jogada. Estamos desenvolvendo um trabalho intenso, aproveitando a estrutura que temos aqui na pré-temporada, e é preciso que os setores entendam o que estamos pedindo, para que as conexões entre eles ocorram e nosso desempenho seja facilitado dentro do jogo. Nosso desejo é que 2020 seja um ano abençoado, que possamos atingir todas as nossas metas.”

Em relação à atividade contra o Desportivo, Kleina faz uma análise rápida. “Em jogo treino sempre tem os destaques individuais, mas no anterior teve bastante coisa boa nos dois tempos e o comportamento que estamos exigindo estaca ali. Agora temos que fazer ajustes em cima do que vimos e treinar. Estamos tentando preencher o campo e ter mais criatividade por dentro, não deixar o  atleta engessado, extrair um pouco mais a característica de cada jogador.Vamos conhecendo o grupo e explorando a situação”, afirma.

Kleina fala mais sobre o assunto. “Não há uma receita, mas o grande segredo é que estamos trabalhando o conjunto, não estamos falando em titular ou reserva. Claro que teremos uma referência, uma base, mas estamos falando pra todos se prepararem da melhor forma possível para jogar, até porque nas contratações deste ano sempre procuramos trazer dois ou três do mesmo nível, para quando precisarmos trocar em um jogo não cair o nível”, completa.

Falando ainda sobre contratações,  o treinador enfatiza que a Ponte segue sempre atenta ao mercado, para identificar atletas do perfil que o time precisa. “Se acontecer virão do mercado mais um ou dois atletas. Temos ainda alguns que não conseguiram se desvincular, como o Marlon. E também para completar o elenco seguimos observando os meninos da Base, tanto os que subiram como  o Darnley, como os da Copinha. Teremos uma reunião técnica para avaliar quais jogadores da Copa São Paulo poderemos aproveitar. Temos que decidir com cuidado, porque não quero atleta que suba pra não jogar. Tem que maturar e competir”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS