Copa São Paulo: Ponte toma gol no finalzinho e define vaga na última rodada em confronto direto com o São José-RS, às 17 horas de quinta

Foto: Guto Carvalho

A Ponte Preta fez um bom jogo e teve chances de vencer, mas acabou tomando um gol em lance controverso no finalzinho do segundo tempo, perdendo assim o segundo jogo da Copa São Paulo para o Londrina, por 1 a 0. Com o resultado, a Macaca perdeu a liderança para o time do Paraná, que subiu para seis pontos, e vai definir a vaga para a próxima etapa em confronto direto com o São José-RS às 17 horas da quinta-feira.

Seguem na Copinha as duas melhores equipes de cada chave. Como os dois times têm três pontos – o São José venceu hoje o Osvaldo Cruz, que ainda não pontuou na chave – a Ponte precisa de uma vitória ou mesmo um empate na quinta, já que tem melhor saldo de gols.

O jogo

A Ponte foi para campo com apenas uma mudança em relação à equipe que venceu o Osvaldo Cruz por 5 a 1 na estreia da competição: o camisa 11 Andrey, que sofreu contusão no jogo inicial, deu lugar a Vitinho. A Macaquinha começou indo para cima do adversário,considerado favorito, e já aos dois minutos Marquinho levou a bola ao ataque e passou para Veras, mas a bola acabou saindo.

Aos cinco, belíssimo lance de Veras. O atacante foi acionado no meio da área,dominou com estilo, colocou a bola no chão e, mesmo por quatro marcadores, chutou com categoria. A bola desviou na defesa adversária e saiu de campo lambendo o gol de Maltos. Aos oito, novo lance de Veras. O camisa 9 recebeu na entrada da área, ajeitou e chutou, mas a bola passou acima do gol adversário.

Aos 15, o atacante pontepretano foi parado com falta do adversário. Na cobrança, Sandro mandou bem para a área, mas a defesa oponente cortou. Aos 21 quem apareceu foi o camisa 1 alvinegro, Caio. Em falta cobrada pelo Londrina para a área, o arqueiro subiu e tirou de soco. Na sequência, a zaga alvinegra mais uma vez minou jogada ensaiada do adversário, que ameaçava o gol pontepretano.

Aos 32, bom momento de Sandro. O camisa 6 pegou a bola no meio de campo e saiu em disparada, entrou na área e chutou cruzado. A bola foi desviada por pouco e saiu do lado do gol do Londrina, em escanteio. Aos 46, susto: em bola levantada na área pontepretana, jogadores de ambos os lados se chocaram e o jogo teve de ser paralisado, mas ninguém se machucou. O juiz apitou na sequência o fim do primeiro tempo.

Na etapa complementar, a Ponte mais uma vez começou buscando o gol e conseguiu escanteio antes mesmo do primeiro minuto. Na cobrança, a defesa adversária afastou o perigo. O Londrina se fechou mais atrás e a Ponte não encontrava espaço, o que fez Renato chutar de fora da área aos seis, mas a bola saiu pelo lado do gol adversário.

Aos 18, defesa segura de Caio em uma bola perigosa do adversário, que pingou na área após chute à distância do time paranense. Dois minutos depois, Vitinho cobrou falta de longe direto para o gol, mas a bola desviou na barreira e, na sequência, acabou saindo para escanteio. Aos 23, Yan passou para Igor Maduro e o camisa 10 da Ponte fez o cruzamento na saída do campo, mas a zaga do oponente conseguiu o corte.

O jogo passou a ficar mais truncado, com as zagas se destacando mais nos dois times. Mais para o final, aos 42, a Ponte trocou bons passes no ataque e Yan fez bom cruzamento para a área, mas a zaga adversária cortou. Aos 45, Igor Maduro deu bela caneta no meio do campo, mas na sequência a Ponte não conseguiu concluir a jogada.

Aos 47, saiu o gol do Londrina em um lance estranho. Depois de uma bola enfiada, o goleiro Caio dividiu com o atacante do Londrina, que aparentemente teria saído do campo. No bate e rebate, a bola sobrou para Wendell que, da marca do pênalti, chutou para o gol sem goleiro. Os jogadores da Ponte contestaram o lance, mas o árbitro confirmou o gol.

A Ponte não desistiu e quase empatou aos 50, quando Vitinho cobrou escanteio para a área e a bola foi cabeceada para o gol, mas a zaga do Londrina tirou praticamente de cima da linha. Fim de jogo: Ponte 0 x 1 Londrina.

A Ponte jogou com:

1 – Caio
2 – Yan
3 – Thiago Lopes
4 – Lucas Peres
6 – Sandro
5 – Renato
7 – Marquinho
8 – Alex
10 – Igor Maduro
24 – Vitinho
9 – Veras

Técnico: Sandro Forner

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS