Em reuniões em clima de paz, Conselho adia suplementação orçamentária e aprova orçamento 2020; presidente convida conselheiros para compor comissões de Marketing e Finanças

Em clima de paz, o Conselho Deliberativo da Ponte Preta realizou duas reuniões seguidas nesta noite de segunda (11) no Majestoso com uma série de deliberações.  Entre os pontos principais esteve o adiamento da suplementação ao Orçamento 2019  “Os conselheiros entenderam que, como a Diretoria Executiva acaba de assumir, é necessário conceder um prazo – a princípio de dez dias – para que possa analisar a proposta elaborada pela diretoria anterior”, explica Tagino Alves dos Santos, presidente do Conselho . Já o Orçamento para 2020 – no valor de R$ 64 milhões – foi aprovado, mas com ressalvas: poderá haver adequações (e reduções) à peça.
 
"Essa previsão foi realizada se considerando que o time estaria na série A. O orçamento, portanto, não reflete a realidade e por isso aprovamos inicialmente com ressalvas e terá de ser revisto", diz o diretor financeiro pontepretano Fábio Abdalla.
 
Presente à reunião, o presidente da Ponte, Sebastião Arcanjo, comunicou a todos a criação de duas comissões – uma na área do Marketing e uma na área de Finanças – que irão fazer uma avaliação das pastas. “Fizemos um chamamento aos conselheiros interessados em participar, uma vez que é o conselho a instância que monitora e fiscaliza a Diretoria Executiva. São áreas que precisam de uma atenção inicial mais rápida, pois em Finanças precisamos justamente discutir esta suplementação e o orçamento em si, bem como ter um raio-X acurado das finanças da instituição. Já no Marketing há questões urgentes, como a do uniforme e material esportivo, uma vez que o contrato com a Topper está chegando ao fim”, diz Tiãozinho.
 
Inicialmente, já estão definidos na comissão de Finanças o próprio diretor da pasta, Fábio Abdalla, e o ex-presidente (e ex-diretor de Finanças) Vanderlei Pereira. A Comissão de Marketing tem como componentes iniciais  dois conselheiros que já ocuparam o cargo de co-diretores da pasta – Rodolfo Rufeisen e Eduardo Porto –, o ex-diretor de Marketing Eduardo Lacerda e o ex-vice presidente Giovanni Dimarzio.
 
Também na noite desta segunda foi criada uma comissão especial para acompanhar o inquérito policial que apura as denúncias contra o ex-diretor de Marketing Eric Silveira e fazer um levantamento interno a respeito delas – os integrantes serão definidos ainda por Tagino Alves dos Santos. 
 
Além disso, a pedido do presidente Tiãozinho, foram retirados de pauta uma série de requerimentos sobre temas polêmicos. “Fizemos este pedido, e fomos atendidos, para que possamos ter um clima de calma neste momento em que todos estão colocando a instituição acima de tudo”, diz o presidente alvinegro.
 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS