Cajá enfatiza: “Vamos jogar com a faca nos dentes: é matar o jogo neste domingo para poder continuar sonhando com o G4”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta tem um caminho difícil pela frente para subir à série A ainda neste ano. Mas toda jornada começa no primeiro passo e, para conquistar o acesso, é preciso conquistar neste domingo os três pontos contra o Vitória. “Temos que jogar com a faca nos dentes, matar o jogos para poder continuar sonhando com a classificação. Não temos que baixar a cabeça, temos condições e somos fortes para superar dificuldades”, diz o meia Renato Cajá.

Confiante, o camisa dez ressalta que o time teve a semana inteira para treinar e as atividades foram mais dosadas, possibilitando que os atletas estejam mais descansados fisicamente. “Queremos voltar a vencer novamente, fazer os três pontos aqui no Majestoso e sair com confiança redobrada para enfrentar o América em confronto direto”, pontua.

Para isso, diz Cajá, os treinamentos também foram importantes para que o técnico Gilson Kleina – que terá praticamente todo o elenco à disposição – pudesse pensar em alternativas táticas de jogo. “Ter um Plano B de mudança de tática é importante. Vamos buscar essa arrancada, nos dedicar, bater em cima de tudo o que é possível para chegar lá”, afirma.

O jogador conclui: “Sabemos da complexidade que é o acesso, é a situação mais difícil de série B que já vivi aqui, mas acredito que não devemos parar nem desistir nunca: se não estiver funcionando na técnica, vai na garra, na força, no que precisar para vencer.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS