Mentira tem perna curta: calúnia contra a diretoria que circula em whatsapp vira caso de polícia

A Ponte Preta registrou Boletim de Ocorrência na manhã desta quinta (24) para que a Polícia apure uma mentira que vai além das fakenews: ontem à noite circulou uma mensagem em grupos de redes sociais afirmando que a Polícia Civil estaria investigando um diretor da Macaca por fraudes e que inclusive haveria uma prisão preventiva no dia de hoje. Tudo mentira e, mais ainda, uma calúnia que irá gerar também uma ação na Justiça.

O perfil de torcedor que colocou o post – e o apagou posteriormente – pertence supostamente a um engenheiro de Americana e já está sendo investigado para verificar se trata de um fake ou não. Se for real, o internauta já terá que prestar depoimento e será responsabilizado. Se fake, a Polícia irá atrás de informações buscando identificar o autor. Certo mesmo é que a “notícia” postada é uma invenção sem precedentes, com claro objetivo de prejudicar a imagem da diretoria da Macaca: não existe fraude, não existe investigação da Polícia Civil, não existe gravação comprometedora.

O que existe, de fato, é uma campanha de difamação e de truculência , inclusive física, desferida por intenções espúrias. Trata-se não de política, mas de politicagem, da mais baixa estirpe, e neste momento em especial é preciso alertar a opinião pública para que tenha muito cuidado com informações deste tipo – até mesmo para repassá-las, pois por melhores as intenções isso pode acabar configurando cumplicidade em ilícito – e para que não acredite em tudo o que lê.

Todas as medidas legais para coibir e punir a falsa informação estão sendo tomadas e a Ponte Preta reforça  seu compromisso com a verdade e a transparência.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS