Ponte enfrenta Bragantino nesta tarde de sábado e Kleina destaca: “Contamos com nosso torcedor e vamos brigar, vai ser um tijolinho de cada vez, de novo: ninguém aqui vai jogar a toalha”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A Ponte Preta entra em campo na tarde deste sábado (18), a partir das 16h30, para enfrentar no Majestoso o líder da série B. Ciente de que o adversário é perigoso – com 58 pontos, uma vitória já praticamente deixa o Bragantino Red Bull tranqüilo em relação ao acesso -, a Macaca conta com a força do torcedor e promete fazer de tudo em campo para conquistar uma vitória e manter vivas as chances de ela própria voltar ao G4.

“Nossos atletas sabem que terão de competir e ter espírito e atitude para fazer um grande jogo. Toda partida tem sua dificuldade e é lógico que pegaremos o líder, que está fazendo campanha com muito mérito, um excelente trabalho do Antonio Zago. Mas aqui dentro a Ponte Preta é forte, é onde estamos fazendo as vitórias e espero que possamos estar mobilizados com nossa torcida para conquistar os três pontos”, diz o técnico Gilson Kleina.

O treinador estará ausente do banco neste jogo, pois tomou o terceiro amarelo na última rodada, mas terá o auxiliar Juninho comandando o time por ele. “É um jogo chave e quero dizer à nação pontepretana que vamos voltar a trilhar, a brigar. Nosso elenco é qualificado, sabe o que é uma Série B. Vai ser um tijolinho de novo, um de cada vez. Ninguém aqui vai jogar a toalha”, reforça Kleina.

Ele acrescenta que os atletas sabem que terão de estar atentos a cada segundo do jogo. “O Bragantino é uma equipe que propõe muito jogo, vem pra cima com muita gente, atacantes flutuam muito, laterais apóiam e dão profundidade. Temos que ter foco e atenção redobrada até o final, conter os pontos fortes deles e impor os nossos. Com qualidade técnica, temos que propor nosso jogo, para arrematar e fazer gol”, diz.

A Macaca terá duas ausências certas – Marquinhos e Lucas Mineiro, fora por cartões – e Renato Cajá é dúvida. “Mesmo o Renato não tendo lesão, tem a questão do edema. Ele vem fazendo grande campeonato, está sendo agressivo e a musculatura dele teve um desgaste. Contra Oeste não usamos, contra o Atlético usamos inteligentemente, pois sabemos que precisamos ganhar jogos. A expectativa é que ele jogue, mas se não nós temos Longuine, Araos, Magrão, podemos trazer Camilo por dentro… Testamos duas possibilidades, porém aguardaremos o Cajá até o final, porque ele é um jogador que pode ser decisivo em uma partida como a de hoje.”

Os ingressos para quem for ao Majestoso nesta tarde custam R$ 10 (inteira) eR$ 5 (meia) na arquibancada e na geral, e são vendidos até os 15 minutos iniciais da partida. Quem não puder ir tem como opção ouvir a transmissão do embate na Rádio 1900, a Voz da Macaca, em FM 96,5 e FM 98,3, com retransmissão pelo Youtube no canal da PonTV.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS