Ponte sai na frente com gol de Roger, mas partida com o Oeste termina empatada em 1 a 1

Foto:JeffersonVieira/Oeste F.C

A Ponte Preta saiu na frente com um gol de Roger, no confronto com o Oeste em Barueri, mas tomou o gol de empate no segundo tempo e a partida terminou em 1 a 1. Com o resultado, o time do técnico Gilson Kleina chegou aos 39 pontos e dorme a dois do G4, porém esta posição pode mudar, uma vez que a rodada termina no sábado.  A Macaca volta a campo já na segunda-feira (14), às 20 horas, contra o Atlético-GO mais uma vez fora de casa, na arena adversária.

O jogo

A partida começou bem estudada, com as equipes concentrando as jogadas nos seus próprios campos, até que, aos oito, a Ponte conseguiu o primeiro lance de ataque mais agudo com Marquinhos, que terminou em escanteio. Na cobrança, por muito pouco Reginaldo não abriu o placar. Em bola levantada na área, o zagueiro cabeceou com força e o goleiro adversário espalmou pra cima do gol, salvando os donos da casa.

Aos 15, a Ponte desceu em velocidade pela esquerda e a bola foi cruzada, atravessando o campo até Camilo. Na sequência Washington deu bom chute, mas a bola foi cortada para escanteio. Aos 23, em jogada perigosa do adversário, Elvis fez belo lançamento para Fábio, mas Ygor Vinhas e antecipou em excelente defesa.

Na sequência, foi a vez da Ponte assustar. Roger recebeu belo lançamento na área e ia chutar, mas o bandeira anotou impedimento. Aos 26, mais uma vez o camisa 9 quase marcou, na melhor chance até então. Ele recebeu passe de Marquinhos, correu mais que o defensor adversário e chutou, mas o goleiro adversário conseguiu fazer ótima defesa e evitar o gol.

Aos 36, a Macaca chegou em jogada rápida pela esquerda. Na hora do arremate Vico caiu na área, mas o juiz deu escanteio e não penalidade. Trevisan cobrou bem na área, mas o goleiro adversário cortou. A Ponte seguia pressionando, em especial com boas jogadas de Marquinhos,  com o Oeste se segurando atrás. Aos 45, o time da casa teve boa chance, mas Ygor Vinhas mais uma vez fez boa defesa. Aos 47, o juiz apitou o fim do primeiro tempo, sem que ninguém balançasse as redes.

A Ponte começou indo para cima no segundo tempo e aos dois minutos Roger não alcançou bola cruzada rasteira na área, que sobrou para Diego Renan arrematar com força, mas a zaga cortou para escanteio. Aos 12, Roger e Vico fizeram boa dobradinha em velocidade. Vico ficou frente a frente com o goleiro na área e foi bloqueado, retomou a bola e mandou para Roger chutar forte no meio do gol, mas o goleiro adversário defendeu.

Aos 17, Roger recebeu de costas para a zaga, foi segurado, mas mesmo assim virou e chutou forte – a bola espirrou na zaga e saiu – o juiz não marcou penalidade. Mas a noite era de Roger e aos 20 ele deixou o dele. Em lance pela direita, Diego Renan chutou para o camisa 9. A bola bateu na zaga, mas sobrou nos pés do atacante, que marcou o primeiro da noite – e décimo dele na competição. Ponte 1 x 0 Oeste.

O Oeste quis descontar no minuto seguinte, mas parou nas mãos de Ygor Vinhas, que fez grande defesa.

Aos 34, a Ponte dominava o jogo quando tomou contrataque rápido. Mazinho passou para Bruno Gonçalves que chutou forte, sem chance de defesa para Ygor Vinhas: 1 a 1. Três minutos depois, quase Reginaldo colocou a Ponte na frente do marcador mais uma vez. O zagueiro subiu bem na área em cobrana de escanteio e cabeceou de frente para o gol, mas a bola saiu por cima.

Aos 40m, Magrão arriscou cruzamento e acabou tirando tinta do travessão adversário. Aos 44, Dadá teve boa descida no campo de ataque e cruzou para a área, mas o goleiro adversário se antecipou e defendeu. Aos 47, Dadá recebeu na área e foi derrubado, mas o árbitro não marcou nada. Fim de jogo: 1 a 1.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ygor Vinhas, Diego Renan, Renan Fonseca, Reginaldo e Henrique; Washington, Camilo (Rafael Longuine) e Lucas Mineiro; Marquinhos (Gerson Magrão), Vico (Dadá) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

Oeste:Luis Carlos, Bonilha (Bruno Gonçalves), Caetano, Willian Rocha (Lídio) e Alyson; Thiaguinho, Matheus, Jussa, Elvis, Matheus Oliveira (Roberto) e Mazinho; Fábio. Técnico: Renan Freitas.

Gols: Roger, aos 20, e Bruno Gonçalves, aos 34 do segundo tempo

Arbitragem: Lucas Canetto Bellote apitou a partida, auxiliado por Evandro de Melo Lima e Fabrini Bevilaqua Costa. Adriano de Assis Miranda foi o quarto árbitro

Cartão amarelo: Vico, Lucas Mineiro,  Dadá (Ponte); Matheus Jussa (Oeste)

Público e renda: não divulgados

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS